Em reunião secreta, Montillo reafirma insatisfação a Gilvan

Em reunião secreta, Montillo reafirma insatisfação a Gilvan

662 visualizações 0 comentários Comunicar erro

A esperada reunião entre Montillo e o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, ocorreu no fim da tarde da última segunda-feira, na Toca da Raposa II.
A conversa foi uma exigência do meia, que resolveu dar um basta na falta de resposta do clube mineiro, depois de ter manifestado o desejo de se transferir para o Corinthians ou receber uma valorização.
O empresário do argentino, Sergio Irigoitia, também participou do encontro, que ainda contou com parte da diretoria de futebol celeste. As conversas garantiram que as negociações entre Corinthians e Cruzeiro fossem encaminhadas, apesar de negativas públicas.
A atitude do meia argentino foi tomada depois que o Alvinegro fez uma nova proposta aos mineiros, como revelou o LANCENET! na última sexta-feira. Além dos cerca de 8,5 milhões de euros (R$ 20 milhões) oferecidos, o clube paulista decidiu incluir Marcelo Oliveira, Luis Ramíres e Bill no negócio. Com isso, esperava conseguir convencer Tavares, que insiste em dizer que só libera o jogador por 15 milhões de euros.
Montillo se cansou porque havia sido 'deixado de lado' por quase duas semanas. Recentemente, em nota por meio de sua assessoria de imprensa, e depois em entrevista coletiva, ele ressaltou que a proposta corintiana seria sua independência financeira. Por isso, explicou o meia, esperava se transferir ou receber uma boa valorização salarial.
O clube celeste fala abertamente que tem um projeto para explorar sua imagem, no novo plano de sócio-torcedor a ser lançado nos próximos meses. A ideia não agrada nem um pouco o argentino e seu staff, que exigem de imediato números próximos ao que o Corinthians propôs: R$ 500 mil mensais, além de 1,8 milhão de euros de luvas. A justificativa se dá pelo fato de que o Timão também se compromete a dividir os custos de possíveis ganhos com a exploração de imagem.
Montillo não vai querer ser contrariado em relação ao aumento, apesar de ter contrato com o clube celeste até agosto de 2015. Na Raposa, ele tem vencimentos próximos a R$ 180 mil mensais, depois de ter recebido alguns aumentos desde que foi contratado do Universidad de Chile (CHI), em agosto de 2010.

Fonte: Lancenet

Enviado por: andre

Veja Mais:

  • Revelação de 2017, Pedrinho reforça Corinthians diante do Red Bull Brasil

    Com Pedrinho, Carille relaciona 23 no Corinthians para duelo com Red Bull Brasil

    ver detalhes
  • Renê Júnior foi apresentado pelo Corinthians à imprensa em 7 de janeiro

    Reforço de R$ 5 milhões, volante aguarda primeira chance no Paulistão; novo esquema pode ajudá-lo

    ver detalhes
  • Livro 'Sócrates Eterno' será lançado na noite desta segunda, em São Paulo

    Viúva de Sócrates lança autobiografia do ex-jogador do Corinthians nesta segunda em São Paulo

    ver detalhes
  • Sem contusão, Clayson treinou normalmente e deve pegar Red Bull

    Após exames, Clayson treina no Corinthians e deve enfrentar Red Bull

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes