Empresas também sofrem com punição ao Corinthians

Empresas também sofrem com punição ao Corinthians

3.7 mil visualizações 12 comentários Comunicar erro

Não será apenas o Corinthians que sofrerá com a punição imposta pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). As empresas que patrocinam a Copa Bridgestone Libertadores e, por isso, têm direito a ingressos para camarotes ou áreas exclusivas dos estádios durante a competição, deixarão de realizar ações com seus clientes por conta da decisão da entidade.

O Corinthians foi punido pela morte do torcedor boliviano Kevin Beltrán Espada, de 14 anos, que faleceu após ser atingido por um sinalizador que partiu da torcida do time paulista na partida entre Corinthians e San José, disputada em Oruro, na Bolívia, na última quarta-feira, 20. A medida preventiva imposta pela Conmebol impede o Corinthians de comercializar ingressos para suas partidas na competição internacional durante os próximos 60 dias.

A Bridgestone, detentora do title sponsor da Libertadores, cancelou todas as ações promocionais que envolviam torcedores do Corinthians. A empresa disponibilizava ingressos (camarote) para seus clientes de duas formas: por meio da promoção “Compre e Ganhe”, que premiava os consumidores que comprassem pneus da marca, e através de blitzes, que eram realizadas, com uma van personalizada , na cidade do clube brasileiro que fosse jogar fora de casa. Os torcedores do Corinthians que já haviam sido premiados com ingressos não terão acesso ao Pacaembu por conta da punição.

O banco Santander paralisou suas ações em todos os jogos do Corinthians até que o problema seja resolvido na justiça. A empresa tem direito a ingressos para uma área exclusiva do Pacaembu em jogos da Libertadores e dava eles de brinde para clientes e parceiros comerciais da marca. A instituição financeira foi patrocinadora máster do torneio entre 2008 e 2012. Como a Conmebol triplicou o valor pedido pela maior cota de patrocínio, a companhia continuou patrocinando a competição, mas em uma categoria inferior.

A Visa, patrocinadora da Libertadores desde 2004, não se sentiu prejudicada pela penalidade imposta ao Corinthians, pois ainda não havia realizado nenhuma campanha promocional para a competição e manterá seu logotipo exposto nos estádios que receberão os jogos do clube paulista. A empresa ainda não definiu o que fará nas próximas partidas do Corinthians no torneio.

Procurada pela Máquina do Esporte, a Samsung se negou a dar qualquer declaração.

Fonte: Maquina do Esporte

Veja Mais:

  • Matheus Mathias, que já fez testes no Corinthians, tem 1,87m e 72kg

    Matheus Mathias terá trabalho especial de força muscular no Corinthians à lá Ronaldo no PSV

    ver detalhes
  • Atuação de Romão em derrota para Ponte Preta preocupou comissão técnica

    Após contratar Juninho, Corinthians busca novo lateral-esquerdo no mercado; Carille explica

    ver detalhes
  • Timão levou gol bizarro em Campinas e só empatou com Red Bull

    Defesa bate cabeça, e Corinthians tropeça diante do Red Bull em noite de gols contra

    ver detalhes
  • Renê Júnior (à dir.) fez sua estreia como titular e deixou boa impressão

    'Salva' de tropeço, dupla corinthiana empata na escolha do craque da partida

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes