Brasil e Bolívia negociam perícia em vídeo que pode absolver corintianos

Brasil e Bolívia negociam perícia em vídeo que pode absolver corintianos

Diplomatas de Brasil e Bolívia negociam para que um perito analise imagens de TV do caso Kevin Douglas Beltran. As cenas comprovariam a inocência dos 12 corintianos presos em Oruro.

A ideia inicial era que um boliviano fizesse o trabalho. Porém, as autoridades locais têm dificuldade para encontrar perito criminal especializado em análise de vídeos. Agora os representantes do governo brasileiro tentam indicar alguém que a Bolívia aceite.

A análise das imagens é a principal peça da defesa dos acusados de participação na morte de Kevin durante San Jose x Corinthians.

Os defensores se apoiam em reportagem exibida pelo Fantástico com a participação de dois peritos. Segundo eles, o vídeo indica que o autor do disparo do sinalizador responsável pela morte do jovem boliviano foi o menor que se apresentou ao Ministério Público brasileiro.

A nova perícia também checaria se procede a informação de que outro torcedor que está no Brasil segurou a mochila do menor.

Se for elaborado, o laudo fará parte do processo, abrindo caminho para a soltura dos brasileiros, caso a versão apresentada no Fantástico seja confirmada.

Fonte: uol

Veja Mais:

  • Copa Sul-Americana terá 32 classificados na segunda fase

    Copa Sul-Americana chega a 21 classificados; torneio pode ter até sete campeões da Libertadores

    ver detalhes
  • Léo Santos (à dir.) deixou atividade mais cedo por conta de bolhas nos pés; Paulo Roberto foi testado na zaga

    Zagueiro deixa treino e faz Carille improvisar nesta quinta-feira; veja escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • O meia Régis, do Bahia, recebeu elogios do técnico Fábio Carille

    Corinthians prioriza reforço para a zaga, e dispensa indicação por meia do Bahia

    ver detalhes
  • Sem oportunidades, Bruno Paulo está próximo de deixar o Corinthians

    Fora dos planos do Corinthians, Bruno Paulo negocia com time pernambucano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes