Sinalizadores lançados no gramado da Vila Belmiro podem render multa ao Corinthians

Sinalizadores lançados no gramado da Vila Belmiro podem render multa ao Corinthians

Por Meu Timão

O árbitro Guilherme Ceretta de Lima relatou o uso de sinalizadores na súmula da final entre Santos e Corinthians, o TJD/SP (Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo) deve aplicar uma multa ao Corinthians. O valor pode chegar em até 100 mil reais.

Na súmula, Ceretta escreveu: "Informo que a partida foi paralisada aos 40 minutos do segundo tempo devido à utilização de sinalizadores no local onde se encontravam os torcedores da equipe do Corinthians, sendo que três desses sinalizadores caíram no campo de jogo, próximo a meta defendida pela equipe do Santos. Reiteramos que a paralisação foi de dois minutos".

O Timão terá de responder ao artigo 213-III,§ 2º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Em caso de reincidência, o clube corre até o risco de perder mandos de jogos.

Nesse mesmo ano, o uso de sinalizadores já causou a morte de um garoto boliviano na partida contra o San José na Libertadores. O Corinthians também foi prejudicado e foi obrigado a jogar a partida seguinte de portões fechados.

Vale lembrar também que o responsável pela segurança no estádio era o clube Santista que deveria exigir da Polícia a revista na entrada de todos no estádio.

Sinalizadores na Vila Belmiro

Veja Mais:

  • Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    ver detalhes
  • Chapecoense está na Libertadores de 2017; Corinthians segue lutando por vaga

    Conmebol confirma título à Chape, e Libertadores-2017 terá ao menos oito brasileiros

    ver detalhes
  • Wladimir tem 805 jogos com a camisa do Corinthians em seu currículo

    Invasão Corinthiana, impeachment de Andrade e tragédia da Chape: bate-papo com Wladimir

    ver detalhes
  • Muricy atualmente trabalha como comentarista no SporTV

    Corinthians convidou Muricy Ramalho para ocupar cargo na base

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes