Presidente da Conmebol se irrita com perguntas sobre Amarilla

Presidente da Conmebol se irrita com perguntas sobre Amarilla

Os temas abordados na coletiva de imprensa que antecedeu a final da Copa Libertadores da América não agradaram o presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo. Erros de arbitragem, como o cometido por Carlos Amarilla nas oitavas de final entre Corinthians e Boca Juniors (ARG), no Pacaembu, e a negativa ao pedido do Atlético-MG de decidir o torneio no Independência foram assuntos comentados na conversa.

Quando questionado sobre a opção da Conmebol pelo Mineirão, o dirigente foi categórico e relembrou o fato de o local ser escolhido como palco da Copa do Mundo-2014.

– Não vamos tratar de brigar entre nós. O presidente (da CBF, José Maria) Marin se comunicou permanentemente comigo, defendendo a posição do Atlético de jogar no Independência. Nós entendemos que os clubes têm interesses, mas sou presidente da confederação. Acho que a melhor medida é jogar em um estádio com 60 mil pessoas, palco do Mundial. Não creio que haja uma pessoa imparcial que teria tomado uma medida distinta – disse o presidente, visivelmente contrariado com a pergunta do repórter.

Posteriormente, Eugenio Figueredo chegou a encerrar a sua participação na cerimônia quando perguntado sobre a qualidade da arbitragem no principal torneio da América do Sul.

"A Conmebol busca a normalidade. Vamos tomar medidas contra aquelas pessoas que integram um espetáculo esportivo e que não assegurem uma normalidade. Não podemos seguir alimentando isso. Hoje à noite, estaremos em um estádio que será usado no Mundial. Passaremos a imagem do Brasil para o mundo inteiro. Não queria falar sobre esses temas mais" concluiu o mandatário, empurrando o seu microfone para o lado esquerdo.

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes