Corinthians conta com legião de ex-gremistas para confronto decisivo

Corinthians conta com legião de ex-gremistas para confronto decisivo

Corinthians conta com legião de ex-gremistas para confronto decisivo

Corinthians conta com legião de ex-gremistas para confronto decisivo

O Corinthians, como ressaltou Tite no último domingo, precisa de um bom resultado contra o Grêmio para respirar aliviado em meio à crise. Para chegar ao seu objetivo, uma das armas de Tite pode ser justamente a legião de ex-gremistas hoje presente no elenco alvinegro, quase todos com alguma motivação a mais diante do rival desta quarta-feira.

Cássio, Alessandro, Fábio Santos e Douglas, do atual elenco do Corinthians, já vestiram a camisa do time gaúcho. Tite, o comandante da equipe do Parque São Jorge, estava do outro lado no último título de peso do Grêmio, em 2001. Até Alexandre Pato, formado no Inter, teve uma brevíssima passagem pelo Olímpico quando garoto, que só alimenta sua vontade de rever o velho conhecido.

O grupo compõe o arsenal do Corinthians para a partida. Sem vencer há seis jogos, o clube do Parque São Jorge está a oito pontos do G-4 no Campeonato Brasileiro e vê a vaga na Libertadores arriscada. A Copa do Brasil, então, pode ser a melhor opção para o elenco alvinegro.

O Grêmio é um velho conhecido dos corintianos. Fábio Santos e Douglas, por exemplo, viveram seus melhores momentos no clube gaúcho justamente sob o comando de Renato Gaúcho, em 2010. O meia, em alta, chegou a ser chamado para a seleção brasileira.

'O Grêmio tem um treinador que eu conheço bem, que gosta de jogar para frente', disse Douglas, quando o cruzamento definiu o confronto com o Grêmio.

Hoje, Fábio é desfalque para Tite, recuperando-se de uma cirurgia no púbis. Douglas, ao contrário, é o único jogador do ataque que está em alta, cada vez mais firme como titular da equipe. Dos ex-gremistas, ele divide o posto de destaque com Cássio.

Herói do Mundial de Clubes, o goleiro voltou a se apresentar em alto nível e foi, por exemplo, o melhor do time no empate contra o Cruzeiro, no último domingo. Nos tempos de Grêmio, ele nunca pôde mostrar seu potencial. A despeito de ser visto como uma promessa, Cássio não teve espaço no time profissional e foi negociado com o PSV quando surgiu uma boa proposta.

Alessandro e Alexandre Pato não tiveram a mesma sorte. O lateral jogou sob o comando de Mano no Olímpico, e nunca conquistou a torcida, tendo sofrido até para se firmar titular. Já o hoje camisa 7 do clube alvinegro teve uma passagem relâmpago pela base do Grêmio, que deixou marcas em sua relação com o clube.

 'Sempre tem um gostinho a mais de jogar contra eles. Foi o time que, quando eu tinha dez anos, disse que não tinha lugar para mim na concentração', disse Pato.

Nenhum deles, porém, tem a história de Tite no clube gaúcho. Hoje o técnico mais campeão da história do Corinthians, foi ele quem comandou o Grêmio em seu último título nacional, em 2001. Na ocasião, o time de Marcelinho Paraíba e Zinho bateu justamente o Corinthians, de forma surpreendente, com um sonoro 3 a 1 no Morumbi.

Curiosamente, naquela época era o Grêmio que tinha um ex-jogador rival como arma no confronto, que decidiu a Copa do Brasil. No primeiro jogo, em Porto Alegre, foi Luiz Mário, renegado pelo Corinthians meses antes, quem marcou os dois gols gaúchos no 2 a 2 que manteve o time tricolor na briga pela conquista.

Hoje, Tite precisa refazer a estratégia para ganhar fôlego. Com o time em crise, ele admite que vencer o Grêmio é fundamental para que o Corinthians se recupere da má fase. 'Tem de tirar alguma vantagem desse jogo, que tem uma característica diferente dos demais. Tem de levar vantagem no primeiro jogo. Qualquer que seja, é importante', disse o treinador.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Titulares que não jogaram na Argentina foram a campo nesta sexta

    Trio trabalha com bola e Corinthians deve ter força máxima no Majestoso

    ver detalhes
  • Fiel poderá comparecer novamente a um treino na Arena

    Na véspera do Majestoso, Corinthians promove treino aberto à torcida na Arena

    ver detalhes
  • Arbitragem tem sido assunto recorrente no dia-a-dia do Corinthians

    Levantamento: todos os erros contra e favor do Corinthians no Brasileirão 2017

    ver detalhes
  • Guilherme Arana não jogou na Argentina, mas volta no Majestoso

    Arana fala em ano perfeito com título do Corinthians e fracasso do São Paulo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes