Corinthians e São Paulo salvam público nos "jogos da TV fechada"

Corinthians e São Paulo salvam público nos "jogos da TV fechada"

Em 2011, a CBF tentou inserir os jogos aos sábados, às 21h, na tabela do Brasileirão. Não deu certo: o horário foi abolido antes do fim do primeiro turno por causa do público baixo. Em 2013, o horário sobrevive com números aceitáveis. Esse fenômeno, porém, só é possível graças ao Corinthians.

O time mais popular da capital teve duas partidas, como mandante, marcadas para o horário. E seu público ajudou a aumentar a média do dia. O mesmo aconteceu com o São Paulo e as quintas-feiras, que tem média de torcedores superior às quartas-feiras, por exemplo.

"Essas são datas e horários que visam a TV fechada, mas ainda assim podem atrair o público. Muitos criticam os jogos às 21h, mas não é uma ideia ruim. A questão do público é a qualidade do jogo. Quando tem Corinthians e Flamengo, mesmo no sábado às 21h, o público vai ao estádio", analisa o especialista em gestão esportiva Amir Somoggi.

A tese faz sentido. A média de público dos sábados às 21h é de quase 12 mil pessoas. Não é um número alto, mas ainda assim é superior a quartas-feiras às 19h30 (8.702 torcedores) e às 21h (7.440) – também supera jogos às 16h20 (10.616), mas apenas quatro jogos foram marcados para o horário.

A média, porém, é turbinada por dois jogos do Corinthians. Na primeira rodada do Brasileirão, o time empatou em 1 a 1 com o Botafogo no Pacaembu, com 29.295 torcedores. Na terceira rodada, venceu a Ponte Preta por 1 a 0, com 24.449 nas arquibancadas.

Nas outras oito partidas realizadas no horário, só três passaram da marca dos dez mil torcedores: Grêmio 3 x 2 Portuguesa (19.565 expectadores), Vasco 2 x 3 Grêmio (15.781) e Fluminense 0 x 2 Santos (10.481). Quatro delas, inclusive, nem mesmo passaram dos cincos expectadores - Ponte Preta 0 x 2 Botafogo (3.473), Portuguesa 1 x 1 Cruzeiro (2.769), Ponte Preta 0 x 0 Bahia (3.325) e Ponte Preta 1 x 0 Santos (4.407).

O caso é parecida com o das quintas-feiras, mas com o São Paulo. Com média de 16.029 torcedores, o dia só perde para o domingo em popularidade. Isso só acontece, porém, porque, durante a má fase do time, a diretoria do clube iniciou promoções para levar público ao Morumbi.

O resultado dessas ações foi bem e, em duas partidas, empate em 1 a 1 Atlético-PR (25.827) e derrota por 2 a 1 para o Criciúma (33.738), a média de público das quintas subiu bastante. O dia, porém, tem números melhores do que os sábados às 21h, com apenas quatro dos 11 jogos realizados com menos de 10 mil pessoas e nenhum com marcas abaixo dos cinco mil torcedores.

AS MAIORES MÉDIAS DE PÚBLICOS POR DATAS NO BRASILEIRÃO

Domingo – 16h - 21.915 de média
Quinta-feira – 21h - 16.407 de média
Quinta-feira – 19h30 - 15.367 de média
Quarta-feira – 22h - 14.271 de média
Sábado – 18h30 - 14.048 de média
Domingo – 18h30 - 14.026 de média
Terça-feira – 21h - 12.217 de média
Sábado – 21h - 11.955 de média
Sábado – 16h20 - 10.616 de média
Quarta-feira – 19h30 - 8.702 de média
Terça-feira – 19h30 - 7.845 de média
Quarta-feira – 21h - 7.440 de média
Quarta-feira – 15h - 3.366 de média

AS MAIORES MÉDIAS DE PÚBLICO POR DIAS DA SEMANA NO BRASILEIRÃO

Domingo - 18.420 de média
Quinta-feira - 16.029 de média
Sábado - 13.238 de média
Quarta-feira - 10.195 de média
Terça-feira - 9.303 de média

Fonte: Uol Esportes

Veja Mais:

  • Wladimir será o mais novo colunista do Meu Timão

    Herói de 77 será colunista do Meu Timão

    ver detalhes
  • Dudu revelou que jogadores do Palmeiras tinham conhecimento de confusão feita pelo árbitro no clássico

    Atacante palmeirense diz por que não avisou árbitro de erro em expulsão de Gabriel

    ver detalhes
  • Jadson treinou nesta quinta-feira e não será problema para final no Moisés Lucarelli

    Jadson volta, e Carille ensaia escalação do Corinthians para primeira decisão do Paulista

    ver detalhes
  • Fiel esgotou bilhetes colocados à venda no Fiel Torcedor

    Em menos de uma hora, torcida do Corinthians esgota ingressos para decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes