Após fazer 32 gols na última temporada, corintiano Charles agora quer ser o homem-gol do Celta

Após fazer 32 gols na última temporada, corintiano Charles agora quer ser o homem-gol do Celta

Trinta e dois gols em uma temporada é uma marca muito expressiva. Na Espanha, apenas Messi, Cristiano Ronaldo e Falcao García fizeram mais gols que Charles Dias, o brasileiro que mais balançou as redes na última temporada europeia, jogando pelo modesto Almería, da segunda divisão espanhola. Em entrevista exclusiva ao portal do Yahoo! Esporte Interativo, o novo 'bomber' do Celta falou de sua carreira, sobre seu atual time e admitiu vontade de jogar algum dia pelo Corinthians, seu clube do coração.


"Me sinto feliz, primeiro por ter conseguido o acesso à primeira divisão pelo Almería, o clube onde eu estava, e segundo porque foi o meu recorde de gols, já que antes eu não tinha chegado a fazer mais de 20 gols em uma temporada. E também pelo reconhecimento do meu trabalho na Europa", disse o centroavante.

Veja mais:
Ronaldinho por pouco não foi para o Barcelona
Hooligans invadem coletiva e expulsam treinador
Henry aparece com suposta nova camisa do Arsenal
Liga dos Campeões é na tela do Ei Plus!

Charles também admitiu ter objetivos para essa temporada no Celta, onde está disputando a primeira divisão do Campeonato Espanhol. "É claro que eu espero repetir a marca, mas acho que se fizer a metade dos gols já estarei em um nível bom. Para mim, o Campeonato Espanhol é a melhor liga do mundo, Messi e Cristiano Ronaldo são os melhores. Com 15 gols eu ficaria muito contente".

Mas quem pensa que a segunda divisão espanhola é fraca está enganado. O atacante diz que a competição tem um nível muito bom, mesmo se comparando à primeira. "A segunda divisão espanhola é muito boa. Tem muitos jogadores de seleção, que já atuaram pela primeira divisão...Só ver a quantidade de jogadores nos times da elite que foram contratados de times da segunda divisão nessa temporada. A diferença é que na primeira estão os melhores do mundo, enquanto na segunda vemos muitos jovens com bastante potencial, que com certeza estarão em breve jogando pelos melhores times do país", afirmou o centroavante.

Charles disse que não teve muitas dificuldades em se adaptar ao novo país. "Estou na Espanha desde os 19 anos, desde 2004. Meu primeiro time foi o Pontevedra, que tinha um plantel muito bom e por isso me adaptei rápido. O único problema foi o idioma, que me custou um pouco, mas hoje em dia sou espanhol, tenho a dupla nacionalidade e falo o idioma muito bem".

Na questão da nacionalidade, o atacante aproveitou para comentar sobre o caso de Diego Costa, que está dividido entre Brasil e Espanha.

"O Diego já jogou muito tempo aqui na Espanha, teve a oportunidade de jogar pela seleção brasileira, mas Luís Felipe Scolari não conta com ele, então não vejo por que ele não deva representar a seleção espanhola", diz o atacante.

Sobre o Celta, Charles disse que não teve problemas para se adaptar ao novo clube. "Já joguei na Galícia, pelo Pontevedra, então a maioria dos jogadores já me conheciam e eu os conhecia também. Minha adaptação foi muito fácil, porque o pessoal aqui é muito gente boa, é um time muito jovem, na maioria vindo das categorias de base do clube e isso ajudou bastante a escolher vir para o Celta, que é um time importante na Espanha e tem muita história. Estou muito feliz aqui e espero poder fazer o meu nome aqui, como fiz em todos os outros times por onde passei", afirmou o atacante, que também aproveitou para negar qualquer crise dentro do clube, já que a imprensa espanhola vem noticiando que o técnico Luís Enrique já estaria com o cargo ameaçado.

"Não existe crise. O plantel todo está com o treinador, estamos contentes com ele, o problema é que os resultados não estão chegando e isso faz com que a imprensa comece a especular sobre o futuro. Mas o time está muito feliz com o Luís Enrique e esperamos voltar a vencer o mais rápido possível. Estamos trabalhando duro, temos uma semana de folga para nos preparar e entrarmos em campo como se fosse uma final. Sabemos que, se perdermos, podemos ir para a zona de rebaixamento", concluiu o centroavante.

E sobre o futebol brasileiro, o atacante não descartou uma oportunidade de voltar ao país. "Olha, eu não fecho as portas para voltar ao Brasil, mas acho que hoje as pessoas não me conhecem por aí. Sou mais conhecido aqui na Espanha e deve ser complicado para mim, mas quem sabe um dia poderei jogar por aí no meu time do coração, que é o Corinthians", afirmou Charles, que promete dar o que falar na nova temporada, principalmente com seus gols.

Fonte: Esporte Interativo

Veja Mais:

  • Diversos torcedores não conseguiram efetuar a troca de ingressos

    Com fila absurda e nova confusão, torcida do Corinthians esgota ingressos para final da LNF

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes
  • Oswaldo negou que seus treinos sejam repetitivos

    Oswaldo volta a sinalizar escalação do Corinthians em coletivo e explica semana de treinos

    ver detalhes
  • Jô está de férias e só volta ao CT Joaquim Grava em janeiro

    Jô é liberado pelo Corinthians para férias e não aparece no CT nesta sexta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes