Bom senso? Roberto, da Ponte Preta, faz ameaça de "greve geral" no Paulistão

Bom senso? Roberto, da Ponte Preta, faz ameaça de "greve geral" no Paulistão

Roberto vai "tirar" as chuteiras?Foto: Ponte Press/Djota Carvalho

Roberto vai "tirar" as chuteiras?Foto: Ponte Press/Djota Carvalho

' A entrevista que deveria exaltar a boa vitória da Ponte Preta na estreia de Vadão, nesta segunda-feira, deu lugar a um discurso político e total falta de 'bom senso'. Escolhido para dar entrevista coletiva na Macaca, o goleiro Roberto decidiu soltar o verbo. Em nome do movimento Bom Senso FC, o jogador se solidarizou ao adversário do domingo Corinthians e ameaçou uma greve geral no Campeonato Paulista Chevrolet.


'Chegou a hora de mudar e nós vamos bater nisso. Estamos nos organizando para paralisar o campeonato, mas para isso estamos estudando uma maneira legal para fazer isso para não prejudicar ninguém. Uma hora teremos que mudar e, para isso, tem de ter confronto. Pacífico, mas confronto', afirmou.

A gota d?água foi os atos violentos contra os jogadores do Timão no sábado de manhã. Um grupo de cerca de 100 torcedores invadiu o CT Joaquim Grava para cobrar o elenco pelos maus resultados. O protesto descambou para violência. O atacante Guerrero chegou a ser agredido, assim como uma faxineira e o médico Joaquim Grava. Além disso, houve depredação e três celulares furtados.

Roberto garantiu que jogadores de Corinthians e Ponte Preta chegaram a cogitar a possibilidade de não entrar em campo no domingo. Tal fato não se confirmou, contudo, o goleiro e o zagueiro corintiano Paulo André, um dos líderes do Bom Senso, avisaram o trio de arbitragem que tirariam os times de campo ao menor sinal de confusão nas arquibancadas.

'Eu, como cidadão, estava com vontade zero de entrar em campo. Tentamos paralisar a rodada, mas não conseguimos', disse. 'Eu estava pronto para qualquer situação (abandonar o jogo). Se acontecesse algo, chamaria meus colegas. Se eles não saíssem, eu sairia. Mesmo que fosse punido ou mandado embora', completou.

Polêmicas à parte, a vitória sobre o Corinthians, por 2 a 1, deu uma tranqüilidade maior para Vadão começar seus trabalhos na Ponte. Com o resultado, o time chegou aos seis pontos, no terceiro lugar do Grupo C, afastando-se da zona de rebaixamento.

Nesta quarta-feira, a Macaca volta a campo pelo Paulistão Chevrolet para enfrentar o Comercial, no Estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto, pela sexta rodada.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Kazim não deve permanecer no Corinthians em 2018

    Corinthians quer definir destino de Kazim nos próximos dias; chegada de Dutra deve atrapalhar turco

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos pode ser emprestado para outro clube em 2018

    Com chegada de reforço, Corinthians estuda empréstimo de Fellipe Bastos

    ver detalhes
  • Minds Idiomas segue na manga da camisa corinthiana em 2018

    Com até bolsa de estudos a jogadores, Corinthians renova com patrocinador para manga da camisa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes