Cabisbaixo, Guerrero perde espaço no Corinthians

Cabisbaixo, Guerrero perde espaço no Corinthians

Guerrero sofreu seguidas lesões

Guerrero sofreu seguidas lesões

Mano Menezes já definiu que sua equipe iniciará o Brasileirão sem centroavante. Sobrou para Guerrero, que agora é reserva e anda cabisbaixo. O peruano, herói no Mundial de Clubes de 2012, sabe que precisa mostrar serviço nos treinos, mas está irritado pelo fato de o time suplente não ter força na armação e por isso ele acaba ficando isolado nos jogos-treino ou mesmo nos coletivos.


Mano garante que conta com Guerrero, pediu que ele seja mantido e luta para resgatar o seu alto astral. O atacante conversou com o treinador, ouviu suas ideias e vai tentar se superar nos poucos minutos que entrará durante os jogos. Serão nove até a pausa do Brasileirão durante a Copa, além de um, ou dois, pela Copa do Brasil.

Se até lá não conseguir recuperar espaço, Guerrero já estuda pedir para ser negociado. O Boca Juniors sondou o atacante recentemente, mas se assustou com as cifras. A diretoria corintiana disse que nenhuma proposta oficial chegou por ele.

Guerrero é ídolo dos peruanos e estaria 'cavando' um lugar em uma equipe de seu País para depois do Mundial do Brasil. Ele ainda não descarta voltar para a Europa na abertura da janela europeia. O problema é que anda em baixa na temporada, com apenas um gol marcado, e está sem mercado.

Com a saída de Emerson Sheik (a caminho do Botafogo), a direção nem imagina perder outro atacante importante. Ainda mais pela dificuldade de encontrar outro jogador para o setor ofensivo consagrado.

Por isso, todos os dias alguém tenta resgatar a autoestima de Guerrero com frases de efeito. Ele, contudo, não faz questão de esconder seu abatimento.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes