Elias cobra melhora nas finalizações e prevê jogo difícil na Arena

Elias cobra melhora nas finalizações e prevê jogo difícil na Arena

Por Meu Timão

1.2 mil visualizações 34 comentários Comunicar erro

Elias saiu na bronca

Elias saiu na bronca

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A derrota para o Bragantino, nesta quarta, na Arena Pantanal, irritou torcedores e também jogadores. Após desperdiçar muitas oportunidades de gol já na última partida, contra o Grêmio, em Porto Alegre, a equipe voltou a perder muitos gols. Pelo menos na concepção do volante Elias, que saiu cobrando melhora do time nesse aspecto:

- O jogo de volta será tão difícil quanto esse. Precisamos melhorar o acabamento da jogada. Estamos pecando já há um tempo. É o segundo jogo seguido que controlamos e não vencemos - explicou.

Sobre como melhorar, o camisa 7 foi enfático:

- Temos de trabalhar e finalizar melhor, fazer melhor o acabamento. Estamos errando o último passe. É treinar finalização, é trabalho. Vamos melhorar - concluiu.

Elias, convocado para a seleção brasileira, é desfalque certo na partida de volta contra o Bragantino, dia 3, quarta, na Arena Corinthians. O Timão precisa vencer por diferença de dois gols para obter a classificação. 1x0 levará a decisão por pênaltis. Qualquer empate é do Bragantino.

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes