Polícia não permite as 104 bandeiras da Estopim na Arena Corinthians e afirma que não foi avisada

Polícia não permite as 104 bandeiras da Estopim na Arena Corinthians e afirma que não foi avisada

Por Larissa Emanuelle

Torcida organizada do Timão tentou colocar as 104 bandeiras na Arena, mas o policiamento impediu

Torcida organizada do Timão tentou colocar as 104 bandeiras na Arena, mas o policiamento impediu

A festa ia ficar ainda mais bonita com a presença das 104 bandeiras feitas pela Estopim da Fiel, uma das torcidas organizadas do Corinthians, mas a polícia decidiu não permitir o uso das mesmas, segundo a página da própria Estopim, em uma rede social.

A bandeira de número 104 seria em homenagem ao Doutor Osmar de Oliveira, ex médico do Timão e apaixonado pelo clube, que faleceu há pouco tempo. A ideia era continuar com a comemoração de mais um ano do clube alvinegro utilizando as bandeiras na Arena Corinthians.

A Estopim da Fiel escreveu em seu facebook a seguinte frase: "Policiamento barra ação depois de tudo pronto", comentando sobre a proibição feita antes da partida contra o Bragantino. A polícia, no entanto, afirma que não foi avisada pela torcida organizada sobre o uso das bandeiras.

O Corinthians vai em busca de uma vitória sobre a equipe de Bragança Paulista nesta quarta-feira (03), visando a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Tite concedeu entrevista na Arena nesta segunda-feira

    Tite explica comemoração na Arena Corinthians; Fagner será titular

    ver detalhes
  • Marcelinho Paulista pode voltar ao Timão para comandar cargo na base

    Ex-volante é cotado para assumir gerência da base do Corinthians

    ver detalhes
  • Carlinhos está recuperado de cirurgia no púbis

    Artilheiro da Copinha faz primeiro treino no Corinthians após cirurgia

    ver detalhes
  • Arana tem sido um dos principais destaques do Corinthians no Paulistão

    Arana passa por tratamento após pancada e pode desfalcar Corinthians na quarta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes