Guerrero é absolvido pelo STJD por trombada com o árbitro Leandro Bizzio Marinho

Guerrero é absolvido pelo STJD por trombada com o árbitro Leandro Bizzio Marinho

Por Larissa Emanuelle

Guerrero foi absolvido e poderá atuar normalmente pelo Timão

Guerrero foi absolvido e poderá atuar normalmente pelo Timão

Depois de ser julgado e absolvido pela expulsão diante do Grêmio, o centroavante Guerrero voltou à ser o tema no Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Nesta segunda-feira (08), o lance do peruano com o árbitro Leandro Bizzio Marinho foi analisado e o mesmo foi absolvido.

Ao contrário do que aconteceu com o meia Petros, que foi suspenso por 180 dias e está atuando com efeito suspensivo, o juiz que apitou a partida entre Bragantino e Corinthians, pela Copa do Brasil, entendeu que o camisa 9 do Timão não teve a intenção de atingi-lo, diferentemente do árbitro Raphael Claus, que apitou Santos e Corinthians.

Guerrero foi enquadrado no artigo 254-A, por agressão ao árbitro da partida, assim como foi Petros. A pena mínima seria de 180 dias, mas o jogador não recebeu nenhuma punição, já que foi inocentado pelo tribunal por unanimidade. Além do centroavante, o lateral Ferrugem foi julgado pelo cartão vermelho diante do mesmo adversário e foi absolvido. No entanto, o auxiliar técnico do Corinthians, Sidnei Lobo, foi punido com um jogo por ser expulso por Leandro Bizzio.

Mesmo sem nenhuma punição dada pelo STJD, Guerrero segue como desfalque, já que o mesmo está servindo a sua seleção nos amistosos que estão sendo realizados. Quando for liberado, deve atuar normalmente com a camisa alvinegra.

Veja Mais:

  • Kazim terá nova oportunidade como titular diante do Palmeiras

    Em treino aberto na Arena, Carille define novo Corinthians para clássico

    ver detalhes
  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes