STJD agenda recurso contra Guerrero

STJD agenda recurso contra Guerrero

Por Meu Timão

Guerrero será julgado novamente

Guerrero será julgado novamente

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O peruano Paolo Guerrero foi absolvido na primeira instância pela expulsão diante do Grêmio, mas deve voltar essa semana ao STJD. Com a primeira decisão de livrar o atacante do Timão de qualquer punição, a procuradoria do tribunal recorreu do pedido de punição.

O novo julgamento está marcado para a próxima quinta-feira, dia 16 de outubro. No recurso apresentado, a Procuradoria ressalta que o peruano foi perigoso ao desferir uma cabeçada contra Alan Ruiz, quando a partida estava paralisada. Além disso, o juiz estava próximo ao lance e viu tudo, expulsando o jogador com o cartão vermelho direto.

Sendo assim, a Procuradoria pede o reparo da decisão da Terceira Comissão Disciplinar, com o intuito de condenar Guerrero nas penas do artigo 254-A do CBJD.

Em defesa do atacante, o advogado João Zanforlin apresentou um vídeo com o lance e destacou que o árbitro ficou perdido com a encenação de Alan Ruiz e acabou punindo o atleta do Corinthians.

Por entender que não houve infração disciplinar, o relator Gustavo Teixeira votou para absolver Paolo Guerrero. Os auditores Francisco Pessanha, Ricardo Graiche, Ivaney Cayres e o presidente Fabrício Dazzi também absolveram o atleta

Veja Mais:

  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Fernandinho tem contrato com o Grêmio até dezembro

    Meia-atacante do Grêmio despista sobre possível interesse do Corinthians para 2018

    ver detalhes
  • Gabriel durante jogo contra o Grêmio na Arena Corinthians

    Gabriel rebate críticas contra returno do Corinthians e vê hepta 'encaminhado'

    ver detalhes
  • Pablo deve retornar ao time na próxima segunda-feira

    Pablo tem boa evolução e pode voltar ao Corinthians contra o Botafogo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes