Corinthians não quer elevar o teto salarial por Guerrero

Corinthians não quer elevar o teto salarial por Guerrero

Por Meu Timão

Guerrero terá problemas para renovar com o Corinthians

Guerrero terá problemas para renovar com o Corinthians

A diretoria do Timão insiste em manter o teto salarial do clube para tentar controlar os gastos excessivos de 2014.

Para tanto, o valor máximo estipulado para Guerrero é de R$ 500 mil reais mensais. Contudo, a negociação esbarra na vontade do atleta em ganhar R$800 mil reais. Atualmente, o peruano ganha R$300 mil.

Guerrero tem contrato até julho de 2015 e pode assinar com qualquer outro clube a partir de fevereiro de 2015. Apesar da estratégia perigosa, a ideia dos corintianos é mostrar que ele não é a última bolacha do pacote.

Guerrero deve receber nos próximos dias sinais da diretoria de que, caso não se encaixe nos padrões salariais do clube, começará a busca por outro atacante que aceite os R$ 500 mil mensais. As informações são do Perrone, jornalista do portal Uol.

Apesar da dificuldade em contar com Guerrero, nenhum nome foi ventilado para chegar e ocupar a camisa 9 alvinegra. A ideia dos dirigentes é diminuir o poder de negociação do peruano, fortalecido pelo fato de ser um dos poucos ídolos da torcida no elenco atual.

Veja Mais:

  • Líder desde a quinta rodada, Timão tem oito pontos a mais que o vice Grêmio

    Rival direto tropeça e 'gordura' do líder Corinthians volta a crescer

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel está autorizada a frequentar estádios

    Reunião determina retorno das organizadas do Corinthians aos estádios

    ver detalhes
  • Danilo deve retornar aos gramados após longa recuperação

    Corinthians faz nova substituição em lista de inscritos da Copa Sul-Americana

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel (colete) é opção para jogo de quarta-feira; Pedrinho deve iniciar no banco

    De 'chave virada', Corinthians inicia preparação para duelo decisivo com Patriotas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes