'Corinthians prorrogou o contrato da Nike até 2026, para receber um pouco mais de dinheiro agora', diz Citadini

'Corinthians prorrogou o contrato da Nike até 2026, para receber um pouco mais de dinheiro agora', diz Citadini

Por Meu Timão

Nessa quinta-feira, o conselheiro do Corinthians Antônio Roque Citadini continuou sua série de vídeos que está gravando sobre o clube e o assunto dessa vez foram as finanças do Timão.

Segundo o conselheiro, o clube criou um círculo vicioso de antecipamento de receitas e recentemente o clube renovou o contrato com a Nike até 2026, só para receber um pouco de dinheiro nesse momento.

Confira o vídeo do Citadini

Amigos e amigas do Corinthians,

No próximo ano, na primeira quinzena de fevereiro, teremos eleições para a diretoria e para o conselho deliberativo. Esta eleição trouxe um pequeno problema, porque ela localizada neste momento, segundo nosso estatuto, acaba sendo num período ruim. No mês de janeiro a equipe de futebol já realizou seu período de preparação para a temporada, estará disputando o Campeonato Paulista, e esperamos todos, a Libertadores e haverá uma troca de diretoria, com provável problemas na escolha de técnico, jogadores e pessoas que participam da gestão do futebol.

Não é uma boa data. E, infelizmente, isso devia ter constato no nosso estatuto. Ele poderia ter previsto as eleições no meio de dezembro, logo depois de terminado os campeonatos. Seria melhor, mais positivo e até mais fácil para todo mundo.

A atual diretoria disse que tentou mudar a data e não conseguiu porque houve pessoas que não queriam. Na verdade, essa história não está bem contada. Realmente houve uma tentativa de antecipar a eleição para dezembro, mas também foi colocada uma série de mudanças na proposta de alteração do estatuto que acabou levando a um impasse. E aí, duas alas da atual diretoria brigaram. Eles tem mais de 85% do conselho. Resultado: o clube não antecipou as eleições para dezembro porque as duas alas da diretoria (do atual presidente e do ex-presidente) se desentenderam e acabou deixando o clube prejudicado.

Mas, não creio que somente isso deverá ser mudado numa próxima alteração do nosso estatuto. Nós precisamos também modernizar algumas coisas. Por exemplo: antecipação de receitas do futuro. O clube pega dinheiro que ele iria receber em 2015, 2016, 2017, 2020, e gasta agora. Isso aí em alguns poucos clubes é limitado. E deveria ser limitado mesmo, porque senão a atual diretoria começa querer apenas, e tão somente, pegar dinheiro do futuro e trazer para os dias atuais.

Outro problema: a questão de contratos. O Corinthians prorrogou o contrato da Nike até 2026, para receber um pouco mais de dinheiro agora. Ora, será que foi um bom negócio fazer um contrato por mais de dez anos com a Nike, numa área onde se muda frequentemente os produtos? Talvez o melhor fosse ter uma limitação na prorrogação dos contratos e na antecipação de receitas, assim como devemos batalhar para que as eleições futuras sejam em dezembro.

É o que esperamos, e isso seria uma boa mudança no nosso estatuto.

Veja Mais:

  • Seleção do Irã treinou no CT Joaquim Grava para a disputa da Copa do Mundo de 2014

    Técnico do Irã cita 'conexão' com o Corinthians como chave para classificação na Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Cássio será um dos 11 titulares neste domingo em Porto Alegre

    Corinthians encerra preparação contra o Grêmio; veja escalação

    ver detalhes
  • Estádio da cidade de Tunja sofreu invasão uma semana antes de jogo do Corinthians

    Invasores vandalizam gramado do estádio onde Corinthians joga pela Sul-Americana

    ver detalhes
  • Carille definiu os jogadores que irão a Porto Alegre

    Com meia recuperado, Carille divulga relacionados do Corinthians contra o Grêmio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes