Primeiro passo foi dado: Corinthians se reúne com empresários de Guerrero

Primeiro passo foi dado: Corinthians se reúne com empresários de Guerrero

Corinthians retoma conversas sobre negociação de Guerrero

Corinthians retoma conversas sobre negociação de Guerrero

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians deu o primeiro passo para a renovação do contrato do atacante Paolo Guerrero. A diretoria alvinegra está reunida na tarde dessa terça-feira com o representantes do atleta para discutir sobre um acordo.

Esse é o primeiro encontro após Roberto de Andrade assumir a presidência do clube, que é quem lidera a negociação. O mandatário vai ouvir a nova proposta dos empresários, apresentar as condições do clube e mostrar que o atleta, considerado pela diretoria o melhor centroavante da América do Sul, será valorizado.

O acordo não será selado ainda nessa primeira reunião. Uma próxima data será marcada para que o Corinthians possa apresentar a oferta final pelo atacante peruano.

Paolo Guerrero falou, no domingo, após a vitória contra o Mogi Mirim, pela primeira vez sobre o assunto. O jogador disse estar incomodado com a situação e revelou que já recebeu propostas de outros clubes. O contrato de Guerrero com o Corinthians termina em julho desse ano e o atleta pediu, inicialmente, cerca de 7 milhões de doláres (R$20,4 milhões de reais) para renovar.

Veja Mais:

  • Jogo do Corinthians contra o Grêmio será transmitido para 13 estados do Brasil

    TV Globo exibe Corinthians e Grêmio para 13 estados do Brasil; confira

    ver detalhes
  • Corinthians vem de boa vitória no Brasileirão

    Corinthians pode se isolar na liderança e aumentar distância do G6; veja a classificação

    ver detalhes
  • Corinthians entra em campo neste domingo contra o Grêmio

    Corinthians visita Grêmio neste domingo para se consolidar na briga pelo hepta do Brasileirão

    ver detalhes
  • Gramado da Arena Corinthians está mais suscetível a 'escorregões' por excesso de umidade

    Gramado da Arena Corinthians 'chegou no limite', diz presidente de empresa responsável

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes