Novo presidente da CBF quer diálogo com a Globo para acabar com jogos às 22h

Novo presidente da CBF quer diálogo com a Globo para acabar com jogos às 22h

Por Meu Timão

Jogos de quarta-feira às 22 horas podem acabar

Jogos de quarta-feira às 22 horas podem acabar

Foto: Reprodução - Twitter

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) cogita alterar o horário de início das partidas de futebol. Para isto, o novo presidente da entidade, Marco Polo Del Nero não descarta uma conversa com a Rede Globo, principal culpada pela realização dos jogos às 22h. A Informação é da repórter Camila Mattoso, em entrevista exclusiva ao portal ESPN.com.br.

"Lá atrás, o horário das 22 horas era o melhor para o torcedor, a gente tinha estatísticas nesse sentido. Mas hoje isso mudou. Esse horário já não é mais o melhor. Então, se não é o melhor, vamos tentar mudar com a Rede Globo. Temos que discutir esse problema. (Tem que ser) Um horário que o torcedor goste. Das 21h30, por exemplo. Até 21h30 eu acho que já ajuda", analisou Del Nero, que assumiu a presidência deixada por José Maria Marin na última quarta-feira.

O horário das 22h de quarta-feira nunca foi unânimidade entre os torcedores que frequentam estádios. A principal dificuldade é a falta de meios de transporte disponíveis na volta para casa, que acontece sempre de madrugada (o Metrô de São Paulo, por exemplo, encerra suas operações pouco mais da meia noite).

De acordo com o novo dirigente, as mudanças podem ocorrer, já que a emissora carioca permite discussões para novas mudanças. "Olha, com a Globo, pelo menos em São Paulo, ela nunca nos exigiu nada. Nada mesmo. A gente manda a nossa programação, ela nos pede alguns ajustes e nós devolvemos com o que podemos mexer. Mas não há exigência", afirmou.

O presidente não descarta ainda um horário alternativo usado em alguns jogos nesta edição do Campeonato Paulista. "11h da manhã do domingo virou um sucesso de público. Então, por que não repetir?", finalizou.

Na semifinal do Estadual, foi discutida a realização do duelo do Timão contra a Ponte Preta no mesmo horário citado acima por Del Nero. Na época, o técnico Tite reprovou a ideia sugerida pelo presidente da CBF. Depois, a Federação Paulista de Futebol definiu que o confronto seria realizado às 16h20.

Veja Mais:

  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes