Corinthians e Palmeiras são denunciados por vandalismo na Arena

Corinthians e Palmeiras são denunciados por vandalismo na Arena

Por Meu Timão

Setor visitante teve cadeiras quebradas e arremessadas entre as torcidas no clássico

Setor visitante teve cadeiras quebradas e arremessadas entre as torcidas no clássico

Foto: Meu Timão

O Corinthians e o Palmeiras foram denunciados pela procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva pelos atos de vandalismo envolvendo as duas torcidas após o clássico do último domingo, na Arena em Itaquera. A informação é da repórter Camila Mattoso, da ESPN.com.br.

Durante a comemoração da equipe adversária, que eliminou o Timão, a torcida do Palmeiras arremessou cadeiras do setor visitante nos torcedores do Corinthians, localizados no Setor Leste Inferior. A torcida alvinegra, por sua vez, retribuiu à agressão.

O árbitro da partida, Tiago Eduardo Peixoto, relatou na súmula a guerra entre as torcidas.

"Informo que ao término da partida a torcida da Sociedade Esportiva Palmeiras arremessou um tênis e um assento no campo de jogo e vários assentos na torcida do Sport Club Corinthians, que arremessou de volta para a torcida da Sociedade Esportiva Palmeiras. A torcida do Corinthians lançou também um tênis em direção aos jogadores do Palmeiras no momento em que os mesmos comemoravam em frente sua torcida", escreveu Peixoto.

De acordo com o regulamento da competição, o processo pode gerar uma multa de R$ 100 a R$ 100 mil e até perda de mando de campo (de uma até dez partidas). O julgamento acontece na próxima segunda-feira.

Os dois clubes foram denunciados pelo artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Confira o Artigo 213

Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: (Redação dada pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

I - desordens em sua praça de desporto; (AC).
II - invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo; (AC).
III - lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo. (AC).

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais). (NR).

§ 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes, quando participante da competição oficial. (NR).

§ 2º Caso a desordem, invasão ou lançamento de objeto seja feito pela torcida da entidade adversária, tanto a entidade mandante como a entidade adversária serão puníveis, mas somente quando comprovado que também contribuíram para o fato. (NR).

§ 3º A comprovação da identificação e detenção dos autores da desordem, invasão ou lançamento de objetos, com apresentação à autoridade policial competente e registro de boletim de ocorrência contemporâneo ao evento, exime a entidade de responsabilidade, sendo também admissíveis outros meios de prova suficientes para demonstrar a inexistência de responsabilidade. (NR).

Veja Mais:

  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes
  • Carille contará com 23 jogadores em Campinas neste domingo

    Corinthians relaciona 23 jogadores para final em Campinas

    ver detalhes
  • Pablo não deve ser problema contra a Ponte Preta

    Pablo dá susto em último treino do Corinthians antes de decisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes