Guerrero abre mão de salários e Timão pode economizar quase R$ 2 milhões com dupla

Guerrero abre mão de salários e Timão pode economizar quase R$ 2 milhões com dupla

Por Meu Timão

Paolo Guerrero abriu mão de ganhar cerca de R$ 800 mil pelo restante do seu contrato

Paolo Guerrero abriu mão de ganhar cerca de R$ 800 mil pelo restante do seu contrato

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Com as saídas antecipadas de Emerson Sheik e Paolo Guerrero, o Corinthians pode economizar um bom dinheiro nos próximos dois meses. Guerrero já foi dispensado e Sheik pode ser, em breve. Com isso, a diretoria calcula uma economia de cerca de R$ 1,8 milhão de reais.

Na coletiva desta manhã, o gerente Edu Gaspar disse que não sabia como tinha ficado decidido a parte financeira do contrato de Guerrero. No entanto, segundo o GloboEsporte.com, o jogador abriu mão de receber os salários restantes até o fim do seu contrato - válido até 15 de julho. Como recebe R$ 480 mil reais por mês, o clube vai economizar aproximadamente R$ 800 mil.

Com Emerson Sheik a situação é parecida. Em provável negociação com o Atlético-PR, o atacante estuda ser liberado em breve pelo Corinthians, já que também não terá seu contrato renovado. Recebendo R$ 517 mil reais por mês, o clube deixará de gastar pouco mais de R$ 1 milhão - seu contrato termina em 31 de julho.

Paolo Guerrero, aliás, deixa o Corinthians sem nenhuma pendência. O clube ainda devia mais de R$ 2 milhões ao jogador referentes aos direitos de imagem e premiações atrasados. Porém, os empresários do peruano pagaram o valor a Guerrero e assumiram a dívida. Agora, o Corinthians deve aos empresários e não ao jogador.

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Júnior Dutra assinou com o Corinthians até dezembro de 2019; único reforço confirmado

    Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos

    ver detalhes
  • Corinthianos foram presos por horas nas arquibancadas do Maracanã em 2016

    Impunidade após baderna flamenguista expõe exageros da polícia carioca contra Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes