Na França, Malcom é assunto de entrevista do ex-zagueiro Cláudio Caçapa

Na França, Malcom é assunto de entrevista do ex-zagueiro Cláudio Caçapa

Por Meu Timão

Ao ver de Caçapa, Malcom 'tem talento'

Ao ver de Caçapa, Malcom 'tem talento'

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O ex-jogador brasileiro naturalizado francês, Cláudio Caçapa, concedeu entrevista à um portal da França, o Sambafoot. Agora focado em trabalhar com o desenvolvimento de atletas, Caçapa respondeu com franqueza questões sobre a situação do futebol no Brasil, categorias de base e as chances da equipe olímpica.

Quando questionado especificamente em relação a apenas dois jogadores, Gabriel (Gabigol) do Santos e Malcom, foi sincero e, no caso do jogador santista, se limitou a dizer: "Não é um Neymar, apesar de ter bom potencial".

Sobre Malcom, que já fez 15 partidas com a camisa alvinegra nesta temporada de 2015, Caçapa reforçou que é preciso cuidado para não queimar etapas. "Ele pode impor ao Corinthians, mas como eu disse, devemos dar-lhe tempo, ele ainda é muito jovem, tem apenas 18 anos e ainda é um garoto. Mais uma vez temos de acalmar. Você tem que ver ao longo do tempo, o seu comportamento em jogos, em treinamento. Acho que ele vai ter sucesso, mas só o tempo vai nos dizer, no entanto, ele tem talento", afirmou.

No momento, o jovem Malcom está defendendo a Seleção Brasileira no Mundial Sub-20 e, na noite deste sábado, a equipe venceu Portugal por 3 a 1, garantindo sua vaga na semifinal da competição, que será disputada contra o Senegal na madrugada desta quarta-feira (17). O atleta do Timão entrou no jogo aos 30 minutos do segundo tempo.

Veja Mais:

  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes
  • Sheik beijou escudo do Corinthians ao ser apresentado

    Sheik faz juras de amor ao Corinthians e relembra jogo na Arena pela Ponte: 'Foi estranho'

    ver detalhes
  • Sheik recebeu camisa das mãos do gerente de futebol Alessandro Nunes

    Acostumado a jogar com camisa 11, Sheik revela ideia 'irada' sobre novo número

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes