Corinthians deve ser julgado no STJD por faixa contra Amarilla

Corinthians deve ser julgado no STJD por faixa contra Amarilla

18 mil visualizações 169 comentários Comunicar erro

Torcida estendeu faixa contra Carlos Amarilla na Arena

Torcida estendeu faixa contra Carlos Amarilla na Arena

Foto: Meu Timão

O protesto da torcida do Corinthians contra o árbitro Carlos Amarilla durante a partida com o Figueirense pode não acabar bem para o Timão. O ato será relatado na súmula do jogo e deve ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Segundo o delegado da partida, Giuliano Bozzano, é proibida a exibição de faixas com conteúdo ofensivo. As autoridades consideram que a faixa com os dizeres "Caso Amarilla 2013 - Vergonha do futebol!" se enquadra nesse quesito. Por isso, o Corinthians deve ser julgado no STJD no decorrer da semana.

A faixa foi estendida por um grupo de torcedores no lado Leste da Arena Corinthians. Assim que ela foi colocado, o árbitro Igor Junio Benevenuto paralisou a partida e pediu a retirada. A Polícia Militar apreendeu o objeto.

O protesto é contra o árbitro Carlos Amarilla que foi suspenso nessa semana por provável envolvimento em uma manipulação de resultados na partida entre Corinthians e Boca Juniors, na Libertadores de 2013.

Confira o vídeo com o momento que a faixa é estendida

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes