Após ajudar mais de 227 pessoas, ONG de jogador corinthiano completa 10 anos

Após ajudar mais de 227 pessoas, ONG de jogador corinthiano completa 10 anos

Por Meu Timão

Edu Dracena já recebeu homenagem pelos dez anos de sua ONG

Edu Dracena já recebeu homenagem pelos dez anos de sua ONG

Foto: Meu Timão

Apesar de ter sido homenageado no CT Dr. Joaquim Grava ainda em julho, a ONG do zagueiro Edu Dracena - Associação PROEDUC de Inclusão Social na Educação - completa dez anos neste domingo (16).

A PROEDUC já ajudou cerca de 227 alunos a se formarem em diversos cursos, como Dietética, Edificações, Enfermagem, Informática, Nutrição, Química, Radiologia e Segurança do Trabalho, em Dracena - cidade natal do zagueiro - e também pela região no interior de São Paulo. Criada pelo jogador quando ainda atuava pelo Cruzeiro, tem o intuito de oferecer auxílio aos jovens, com bolsas para esses cursos profissionalizantes. Depois disso, ainda que tenha deixado o Brasil para defender times estrangeiros, o atleta manteve o projeto.

Um dos exemplos de vida transformada pela ONG é o de Michel Cezário, 28 anos, que era servente de pedreiro quando iniciou o curso técnico de enfermagem.

"Eu sempre quis ser enfermeiro. Comecei o curso pagando normal, mas na metade quase desisti, por causa da minha situação financeira. Foi quando me sugeriram a bolsa pela Proeduc, e eu pude então me formar. Hoje trabalho em uma unidade de saúde e já estive empregado em dois hospitais", afirmou Cezário, em entrevista ao GloboEsporte.com.

"Cada ano que passa consigo crescer mais na profissão. Vou agradecê-lo quantas vezes for possível, só não vou torcer para o Corinthians (risos)", completou Michel, que torce para o Palmeiras.

Outro caso é o da estudante Francieli Stefani Cofani, 21 anos, que com o benefício da PROEDUC, realizou o curso técnico de edificações quando estava no ensino médio. Hoje, a jovem cursa engenharia civil em uma universidade em Campo Mourão, no interior do Paraná.

"Na escola, eu estava em dúvida sobre qual faculdade seguir. Pelo curso, eu pude conhecer a área, gostar dela e optar pela faculdade. Além disso, eu entrei no ensino superior com um conhecimento que muitos alunos não tinham. Isso me ajudou bastante e agregou muito ao meu currículo", disse a jovem dracenense, também entrevista ao GloboEsporte.com.

"Eu gostaria de parabenizar o Edu pela iniciativa em ajudar o próximo. Agradeço por ele ter me dado a oportunidade. É um sentimento de gratidão que vou levar para o resto da minha vida", acrescentou.

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians fez festa no estádio do Racing

    Fotógrafo registra vídeo sensacional no meio da torcida do Corinthians no estádio do Racing

    ver detalhes
  • Homero transformou bandeira invertida em taça da Libertadores nas costas de Edinho

    21 anos após erro de tatuador, corinthiano fecha costas com lembranças épicas da Libertadores

    ver detalhes
  • Esporte é praticado nas dependências do Corinthians desde a década de 50

    Saem as chuteiras, entra o pandeiro: conheça o Tamboréu, modalidade tradicional do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille vai mudar rotina do Timão e tirar concentração do CT

    Pela primeira vez em seis anos, Corinthians deixa CT para se concentrar ao lado do Morumbi

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes