Fagner se recusa a assistir jogo dos rivais

Fagner se recusa a assistir jogo dos rivais

Por Meu Timão

Depois de entrar em campo às 11h, Fagner vai aproveitar a tarde livre

Depois de entrar em campo às 11h, Fagner vai aproveitar a tarde livre

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Pela primeira vez no Campeonato Brasileiro de 2015, o Corinthians entrou em campo pela manhã, às 11h. Contra o Joinville, o Timão garantiu o placar de 3 a 0 na Arena Corinthians, que contou com a Fiel torcida para quebrar, mais uma vez, seu recorde de público.

Dessa forma, o Alvinegro se mantém na liderança, com 54 pontos - seis pontos distante do segundo colocado, Atlético-MG. Porém, nesta tarde, o clube mineiro entra em campo contra o Cruzeiro, definindo a diferença de pontos entre os colocados na 25ª rodada. Sobre a partida do adversário, quando questionado se iria torcer contra, Fagner respondeu como aproveitará seu tempo de uma maneira melhor nessa rara oportunidade de tarde de domingo livre.

"Ah, agora eu vou aproveitar minha família! Esse horário é bom. Vou aproveitar a família e no final do dia eu ligo a televisão para ver o que deu...", brincou o lateral-direito.

A respeito da partida e do recorde de público, o jogador falou sobre o presente do time à torcida. "Sabemos que tem jogos que não são grandes, que você não vai conseguir dominar 100% do jogo, mas você vai conseguir dominar uma boa parte dele e se você estiver sendo dominado, tem que ter a frieza para saber administrar esse momento ruim para conseguir fazer os gols e jogadas. Acho que hoje foi importante, criamos as melhores chances, oportunidades, e fomos coroados com a vitória", concluiu.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes