Justiça isenta Corinthians e Odebretch em acidentes de operários

Justiça isenta Corinthians e Odebretch em acidentes de operários

Por Meu Timão

Guindaste caiu e vitimou dois operários durante as obras da Arena em 2013

Guindaste caiu e vitimou dois operários durante as obras da Arena em 2013

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

A Justiça de São Paulo isentou o Corinthians e a empreiteira Odebrecht pelas mortes de dois operários nas obras de construção da Arena Corinthians, em novembro de 2013. A informação é do portal UOL Esporte.

Após denúncia do Ministério Público, a Justiça considerou que o funcionário Valentim Valeretto era responsável pela verificação das condições do solo em que o guindaste estava operando. Por isso, Valentim será acusado de homicídio culposo (sem intenção de matar).

Mesmo com a decisão da Justiça, a Odebrecht garantiu que apoiará o funcionário e que tem convicção de quem ninguém teve qualquer responsabilidade na queda do guindaste, que acabou vitimando os operários Fabio Luiz Pereira, 42 anos, e Ronaldo dos Santos, 44.

"A Construtora Norberto Odebrecht esclarece que deixará o integrante ciente da intimação, e que disponibilizará assessoria jurídica para sua defesa, pois está convicta de que nenhum de seus funcionários teve qualquer responsabilidade no lamentável episódio ocorrido na Arena Corinthians", declarou a empreiteira, em nota oficial.

O processo ainda tem mais dos reús. José Walter Joaquim e Leanderson Breder Dias, funcionários da Locar Transportes Técnicos, empresa terceirizada, também estão respondendo a mesma ação. Segundo a Justiça, os dois também deveriam acompanhar a preparação do solo.

"A culpa é da Odebrecht. A empreiteira apresentou para Locar um laudo, que foi anexado aos autos do processo, que informava que o solo estava em absoluta condição de receber o guindaste. Não tínhamos motivo para duvidar do laudo da Odebrecht", defendeu o advogado dos dois funcionários.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes