Jadson analisa gols do jogo e não se abate com derrota

Jadson analisa gols do jogo e não se abate com derrota

Por Meu Timão

Jadson mostrou otimismo em relação à sequência do Brasileirão

Jadson mostrou otimismo em relação à sequência do Brasileirão

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians não conseguiu vencer o Internacional na noite desta quarta-feira. Mesmo assim, se manteve na liderança da competição. O meia Jadson demonstrou otimismo em relação a sequência do Brasileiro.

"A derrota uma hora ia vir. Claro que a gente não queria que fosse hoje, mas vamos continuar trabalhando que tem muito campeonato pela frente", declarou, na saída do gramado, à TV Globo.

A derrota só veio depois de 17 rodadas sem perder na competição. O Timão estava a um jogo de igualar o maior recorde de jogos invictos da competição. Jadson analisou os gols, marcados por Réver e Valdívia, e por Malcom, no Timão.

"Depois que a gente fez o gol, conseguiu ter o controle da partida. Tomamos um gol de bola parada, que não é comum na nossa equipe, depois em uma jogada da linha de fundo, eles acabaram sendo feliz", finalizou.

O Corinthians volta a campo neste domingo, contra o Santos, na Arena em Itaquera. Mais uma vez, o time joga no horário da manhã, às 11 horas. A equipe retorna a São Paulo no final da tarde desta quinta-feira.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes