Presidente critica Libertadores, mas garante seriedade em busca do bicampeonato

Presidente critica Libertadores, mas garante seriedade em busca do bicampeonato

Por Meu Timão

Presidente do Timão criticou o modelo atual da Libertadores

Presidente do Timão criticou o modelo atual da Libertadores

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Líder do Campeonato Brasileiro, com 76 pontos, o Corinthians já tem a garantia de uma vaga cobiçada entre todos os clubes brasileiros: para a Libertadores de 2016. Entretanto, o presidente do Timão, Roberto de Andrade, criticou o modelo atual da competição.

"Todos sabem que Conmebol é um pouco complicada. Eles prometeram que a verba do torneio em 2016 será muito maior, até porque era uma vergonha o que eles pagavam. Por isso dou muito valor para o Paulista, porque ele paga muito mais. A Libertadores sempre teve peso para o Corinthians porque nós nunca tínhamos vencido, pela gozação dos torcedores adversários", afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Globo.

"É ruim. Não só pelo torneio em si, mas para se locomover, para chegar nos lugares em que os jogos serão disputados. Não tem uma qualidade bacana, você vê ao comparar com o torneio semelhante que temos no futebol europeu", acrescentou.

Em 2016, o Corinthians fará sua 13ª participação na competição continental e, apesar das críticas, o presidente alvinegro afirmou que o bicampeonato será buscado com seriedade.

"Qualquer torneio que um clube participe, seja ele qual for, você quer ganhar, os jogadores entram pra ganhar. Muitos jogos da Libertadores se tornam uma guerra por onde são realizados, pela torcida. Ainda somos recebidos com pedradas, cortam a luz do vestiário. A gente sonha que isso não exista mais no futebol, mas na Libertadores existe", finalizou Roberto.

Veja Mais:

  • Corinthians/Americana pode não voltar a quadra no segundo semestre

    Campeão nacional, Corinthians/Americana chega ao fim, diz jornal

    ver detalhes
  • De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Cicinho, hoje no futebol búlgaro, deve pintar como reforço do Corinthians

    Final da Copa da Bulgária separa Corinthians de segunda contratação para o Brasileirão-2017

    ver detalhes
  • Pequeno torcedor conheceu também o xeque Al-Khelaifi, dono do clube francês

    Em Paris, torcedor-mirim surpreende xeique do PSG e pede contratação de atacante do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes