Comemoração corinthiana termina em morte em Cuiabá

Comemoração corinthiana termina em morte em Cuiabá

Por Meu Timão

6.5 mil visualizações 35 comentários Comunicar erro

Luto: mais uma morte pela violencia no futebol

Luto: mais uma morte pela violencia no futebol

Foto: Meu Timão

O título do Corinthians foi comemorado em todo o Brasil. Em Cuiabá, porém, a festa terminou de maneira lamentável. Um torcedor morreu baleado após uma troca de tiros.

A confusão aconteceu na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá, e acabou com quatro pessoas feridas. A vítima, o jovem L.M.P.A, tinha 21 anos e era morador de Ribeirão do Lipa. Ele foi atingido por quatro tiros no tórax e faleceu no pronto socorro de Cuiabá, mesmo após ser submetido a uma cirurgia.

Os policiais militares não sabem informar de onde partiram os tiros que acertaram o torcedor. Eles faziam o controle de trânsito quando ouviram os disparos. Na sequência, um grande tumulto, com gritaria de torcedores, começou, impossibilitando a localização de suspeitos.

Apesar de todo o clima hostil que foi criado durante as duas últimas semanas, a partida em São Januário correu sem problemas. Além da fatalidade em Cuiabá, um torcedor do São Paulo, armado, causou uma rápida confusão em frente a quadra da Gaviões da Fiel, na capital paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians realizou treinamento com portões fechados para a imprensa neste sábado

    Escalação segue indefinida, e Corinthians tem 22 relacionados para jogo contra Vitória

    ver detalhes
  • André Luis deve chegar ao Corinthians para temporada de 2019

    Acertado com Corinthians, atacante André Luis cumpre etapa pré-assinatura de contrato

    ver detalhes
  • Tudo o que você precisa saber a respeito de Pedrinho, na mira de clubes do exterior

    Pedrinho de saída do Timão? Interesse do Barcelona? Tudo sobre a situação da promessa corinthiana

    ver detalhes
  • Filme retrata a antiga ligação do Corinthian-Casuals com o Timão

    Filme sobre a história dos Corinthians será lançado em Londres

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes