Cogitado como reforço, Gutierrez sofre lesão grave e pode ficar um ano sem jogar

Cogitado como reforço, Gutierrez sofre lesão grave e pode ficar um ano sem jogar

Por Meu Timão

Gutiérrez deve ficar um ano fora dos gramados

Gutiérrez deve ficar um ano fora dos gramados

Foto: Reprodução

O ex-alvo do Corinthians, Téofilo Gutierrez, sofreu uma grave lesão antes do jogo entre Sporting de Lisboa contra o Lokomotiv Moscow, pela Europa League. A previsão é que ele fique cerca de um ano fora dos gramados.

A lesão chamada de osteite pública, ou popularmente conhecida como pubalgia, tem uma gravidade muito elevada e os médicos do clube português deram o diagnóstico inicial de que o jogador colombiano ficará um ano fora dos gramados. No entanto, a gravidade da lesão ainda não foi confirmada pela diretoria do clube.

Em junho desse ano, o Corinthians demonstrou interesse no jogador (que na época estava de saída do River Plate) para substituir o peruano Paolo Guerrero. O clube paulista ofereceu um salário de R$500 mil por mês com um contrato de três anos. Depois de cerca de um mês, as negociações com o Corinthians esfriaram e o colombiano se acertou com o Sporting por R$700 mil mensais.

Na época da negociação, o atacante Vagner Love estava em baixa com a torcida e o jovem Luciano tinha ido atuar na Seleção Sub-23. Como Téo era a primeira opção de mercado, o Timão teve de procurar algumas alternativas mais baratas como os atacantes Rildo, Lucca e Lincom, todos vindo por empréstimo.

Veja Mais:

  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes