Esporte Interativo tenta tirar Brasileirão da Globo com cláusula 'anti-Corinthians'

Esporte Interativo tenta tirar Brasileirão da Globo com cláusula 'anti-Corinthians'

Por Meu Timão

Os jogos do título do Campeonato Brasileiro de 2015 foram transmitidos pela Globo

Os jogos do título do Campeonato Brasileiro de 2015 foram transmitidos pela Globo

Foto: Agência Corinthians

Seguindo um modelo semelhante ao adotado pela Premier League, o Esporte Interativo está confiante na batalha contra a Rede Globo para garantir os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Com uma proposta que chega a R$600 milhões, a emissora pretende garantir o campeonatos por seis temporadas (2019-2024).

Porém, além das investidas tradicionais e financeiras, a empresa adotou uma estratégia no mínimo diferente: criou uma cláusula 'anti-Corinthians'. Segundo a emissora, o item foi criado para evitar a concentração de jogos de apenas um clube nas partidas transmitidas na televisão.

O Timão segue apalavrado com a Globo. Atualmente, o valor pago pela detentora dos direitos do campeonato corresponde a 3% do total desembolsado com as cotas anuais. Mas, de acordo com reportagem da ESPN, uma reunião na última quinta-feira aproximou alguns times da concorrente: Grêmio, Inter, Santos, Fluminense, Coritiba, Atlético-PR e Bahia fazem parte do grupo que mantém negociações mais adiantadas.

Veja Mais:

  • Felipe, Malcom e Gil foram vendidos pelo Corinthians em 2016

    Venda de atletas e luvas da TV fazem Corinthians ter maior arrecadação da história em 2016

    ver detalhes
  • Diga xis! Confira o novo álbum 3x4 do elenco do Corinthians

    Diga xis! Confira o novo álbum 3x4 do elenco do Corinthians

    ver detalhes
  • Danilo treinou com bola no campo; meia é preparado para o Brasileirão

    Danilo trabalha com bola e fica perto da volta; veja o que rolou no dia do Corinthians

    ver detalhes
  • Pablo, em ação contra o Botafogo-SP na Arena

    Pablo pede lisura em julgamento de Fagner: 'Outros merecem também'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes