Depois de solicitar retirada de faixas, juiz relata 'fumaça preta' na súmula

Depois de solicitar retirada de faixas, juiz relata 'fumaça preta' na súmula

Por Meu Timão

Faixas com críticas à Globo foram exibidas na TV durante o gol de Yago

Faixas com críticas à Globo foram exibidas na TV durante o gol de Yago

Foto: Reprodução TV

Durante o clássico contra o São Paulo, na Arena Corinthians, não faltaram reclamações direcionadas ao árbitro da partida, Luiz Flávio de Oliveira. Para a torcida corinthiana, faltou critério da arbitragem ao julgar as faltas, e se permitiu um excesso de violência por parte dos são paulinos.

Mas o incômodo maior ficou mesmo por conta acontecimentos extracampo. Ao ver as faixas de protesto da torcida corinthiana, Luiz Flávio solicitou ao zagueiro Felipe, capitão da equipe, que intercedesse. O jogador foi até a Fiel e fez gestos pedindo a retirada, mas não foi atendido.

O árbitro chegou a informar o delegado da partida, mas recebeu a negativa também da Polícia Militar, que preferiu evitar conflitos. No último jogo, em ato de repressão desproporcional, um torcedor saiu ferido após a truculência da retirada das faixas.

Porém, se a intenção era prejudicar a torcida corinthiana, pode ser que a Federação tenha em mãos uma alternativa. Na súmula da partida, o primeiro relato indica o uso de um "artefato de fumaça preta", que teria sido apagado pela Polícia Militar. A indicação, em súmula, pode mais uma vez render punição e multa ao clube, e estender a punição da Gaviões da Fiel, que não pode entrar identificada no estádio.

Confira a publicação da súmula

- Informo que antes do inicio da partida, durante a execução do hino nacional, foi aceso um artefato de fumaça preta na arquibancada, próximo a bandeira de tiro de canto onde se encontrava a torcida do S.C Corinthians, próximo da meta esquerda (referência frontal às cabines de tv). Após o incidente, a Polícia Militar, se aproximou e solucionou rapidamente o ocorrido.

- Aos 51 minutos de partida, comuniquei ao Sr. Felipe Augusto de Almeida Monteiro, atleta de n. 28, da equipe SC Corinthians e o delegado da partida, Sr. Agnaldo Vieira que comunicou também a comandante do policiamento, Tenente Letícia, através da escolta da arbitragem, para que retirassem três faixas que se encontravam atrás da meta defendida pela equipe visitante no 2. tempo, com os seguintes dizeres: "ingresso mais barato", "quem vai punir o ladrão de merenda, futebol refém da Rede Globo", "CBF, FPF, vergonha do futebol". Fomos informados pelo policiamento que, por motivo de segurança da partida e do público, as faixas não seriam retiradas.

Veja Mais:

  • Clayson está na mira do Corinthians, que cogita emprestar terceiro jogador ao clube de Campinas

    Corinthians estuda emprestar jogador à Ponte Preta por contratação de Clayson

    ver detalhes
  • Camisa 8 com nome de Basílio sendo exibida na loja oficial da Arena Corinthians

    Número de Basílio em 77, camisa 8 não será usada pelo Corinthians em decisão do Paulista

    ver detalhes
  • O atacante Lucca foi emprestado à Ponte Preta até dezembro de 2017

    Confira como estão os jogadores emprestados pelo Corinthians em 2017

    ver detalhes
  • Timão foi eliminado pelo Náutico, que agora é excluído por escalação irregular

    Por escalação irregular contra Corinthians, Náutico é excluído da Copa do Brasil Sub-20

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes