Um dia após protesto contra Capez, policiais entram na quadra da Gaviões; ninguém foi detido

Um dia após protesto contra Capez, policiais entram na quadra da Gaviões; ninguém foi detido

Por Meu Timão

Policiais entraram na quadra com viaturas e cães

Policiais entraram na quadra com viaturas e cães

Foto: Facebook

A Gaviões da Fiel foi alvo de ação conjunta das Polícias Civil e Militar na manhã desta sexta-feira. Policiais entraram na sede da principal organizada do Corinthians, no Bom Retiro, estacionaram suas viaturas na quadra e vasculharam o local. Não foi encontrado nada irregular. Ninguém foi detido.

Com apoio da Tropa de Choque, funcionários do local foram obrigados a deitar com o rosto virado para o chão e as mãos na cabeça. Conforme apurado pela reportagem do Meu Timão, a Polícia Civil apresentou um mandado. Até o momento, não se sabe o motivo da ação, contudo.

Chama atenção o fato de a Gaviões da Fiel ter protestado na última quinta-feira na frente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O ato da organizada foi contra o presidente da instituição, o deputado tucano e ex-promotor Fernando Capez.

Ainda não há informações se a operação conjunta das Polícias é alguma medida preventiva que antecede o clássico do próximo domingo ou se é resultado de alguma outra investigação não relacionada ao jogo. Corinthians e Palmeiras se enfrentam no Pacaembu.

Veja Mais:

  • Carille teve problemas para testar elenco nesta quarta; Arana e Léo Santos se ausentaram

    Bruxa solta! Treino do Corinthians é marcado por ausências, sustos e dúvidas

    ver detalhes
  • Dono de cinco gols em 2017, Romero está convocado pela seleção paraguaia

    Noiva de Romero vaza convocação de paraguaios do Corinthians; veja documento

    ver detalhes
  • Emerson Santos assinou pré-contrato com o Palmeiras

    Emerson Santos custaria R$ 20 milhões ao Corinthians em cinco anos; entenda o valor

    ver detalhes
  • Jadson treinou de colete, como coringa, na terça-feira

    Corinthians pode deixar Jadson fora contra o Vitória; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes