FPF envia pedido ao Ministério Público e se posiciona contra torcida única nos clássicos

FPF envia pedido ao Ministério Público e se posiciona contra torcida única nos clássicos

Por Meu Timão

Menos de uma semana após imposição da torcida única nos clássicos, FPF se mostrou contra a determinação

Menos de uma semana após imposição da torcida única nos clássicos, FPF se mostrou contra a determinação

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Assim como foi noticiado pelo Meu Timão durante a tarde, a Federação Paulista de Futebol confirmou, nesta sexta-feira, que enviou um pedido ao Ministério Público do Estado de São Paulo para que a imposição de que os clássicos paulistas tenham torcida única seja revista.

A medida foi confirmada na última segunda feira em reunião contendo representantes da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, da Promotoria do Estado e da própria FPF, após os confrontos de torcedores registrados antes e depois do clássico entre Corinthians e Palmeiras.

Em nota oficial, a entidade máxima do futebol paulista “lamenta a proibição” e diz entender que “a punição generalizada prejudicaria os torcedores como um todo”, ressaltando que a maioria dos conflitos acontecem longe dos estádios.

Por fim, a FPF ainda ressalta a importância do “diálogo” entre todas partes para que soluções sejam elaboradas com o objetivo de acabar com o problema de briga entre torcidas.

Além da torcida única, a reunião definiu outra duas medidas: a proibição do repasse de ingressos de clubes para torcidas organizadas e os integrantes das mesmas não poderão mais entrar nos estádios com adereços que façam alusão às torcidas. Essas duas posições, no entanto, não foram citadas pela FPF.

Confira a nota oficial da entidade

A Federação Paulista de Futebol lamenta a proibição de torcedores visitantes em nossos clássicos.

Embora entenda que a medida tenha a intenção de coibir ações violentas, a FPF não enxerga nesta decisão a solução para os recorrentes encontros violentos entre torcedores, que geralmente são registrados em locais distantes dos estádios.

Entendemos que a punição generalizada prejudicaria os torcedores como um todo e, por consequência, traz prejuízo ao fomento do futebol.

A FPF prega maior rigor na aplicação da legislação vigente para pôr fim à impunidade que ronda os casos de violência no futebol. Também defende a venda on-line e catraca exclusivas para o setor de torcidas organizadas.

Reforçamos ainda a necessidade de aumentar o diálogo com o poder público, clubes e sociedade civil para elaborarmos soluções exemplares e definitivas para este problema social.

Diante desse entendimento, a FPF informa que enviou pedido ao Ministério Público do Estado de São Paulo para que a proposta de “torcida única” nos clássicos seja revista.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes