FPF envia pedido ao Ministério Público e se posiciona contra torcida única nos clássicos

FPF envia pedido ao Ministério Público e se posiciona contra torcida única nos clássicos

Por Meu Timão

1.3 mil visualizações 44 comentários Comunicar erro

Menos de uma semana após imposição da torcida única nos clássicos, FPF se mostrou contra a determinação

Menos de uma semana após imposição da torcida única nos clássicos, FPF se mostrou contra a determinação

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Assim como foi noticiado pelo Meu Timão durante a tarde, a Federação Paulista de Futebol confirmou, nesta sexta-feira, que enviou um pedido ao Ministério Público do Estado de São Paulo para que a imposição de que os clássicos paulistas tenham torcida única seja revista.

A medida foi confirmada na última segunda feira em reunião contendo representantes da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, da Promotoria do Estado e da própria FPF, após os confrontos de torcedores registrados antes e depois do clássico entre Corinthians e Palmeiras.

Em nota oficial, a entidade máxima do futebol paulista “lamenta a proibição” e diz entender que “a punição generalizada prejudicaria os torcedores como um todo”, ressaltando que a maioria dos conflitos acontecem longe dos estádios.

Por fim, a FPF ainda ressalta a importância do “diálogo” entre todas partes para que soluções sejam elaboradas com o objetivo de acabar com o problema de briga entre torcidas.

Além da torcida única, a reunião definiu outra duas medidas: a proibição do repasse de ingressos de clubes para torcidas organizadas e os integrantes das mesmas não poderão mais entrar nos estádios com adereços que façam alusão às torcidas. Essas duas posições, no entanto, não foram citadas pela FPF.

Confira a nota oficial da entidade

A Federação Paulista de Futebol lamenta a proibição de torcedores visitantes em nossos clássicos.

Embora entenda que a medida tenha a intenção de coibir ações violentas, a FPF não enxerga nesta decisão a solução para os recorrentes encontros violentos entre torcedores, que geralmente são registrados em locais distantes dos estádios.

Entendemos que a punição generalizada prejudicaria os torcedores como um todo e, por consequência, traz prejuízo ao fomento do futebol.

A FPF prega maior rigor na aplicação da legislação vigente para pôr fim à impunidade que ronda os casos de violência no futebol. Também defende a venda on-line e catraca exclusivas para o setor de torcidas organizadas.

Reforçamos ainda a necessidade de aumentar o diálogo com o poder público, clubes e sociedade civil para elaborarmos soluções exemplares e definitivas para este problema social.

Diante desse entendimento, a FPF informa que enviou pedido ao Ministério Público do Estado de São Paulo para que a proposta de “torcida única” nos clássicos seja revista.

Veja Mais:

  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes
  • Técnico do Timão chega a São Paulo como líder isolado do Grupo 7 da Libertadores

    Torcedor pede Roger no Corinthians e Carille brinca: 'Já? Ele está gordo'

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez, Roberto de Andrade e Gobbi, últimos presidentes do Corinthians

    Diretor financeiro do Corinthians analisa detalhes do balanço de 2017; leia a entrevista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes