Dono da camisa 10, meia destaca empenho em campo e afirma: 'Não faço teatro'

Dono da camisa 10, meia destaca empenho em campo e afirma: 'Não faço teatro'

Por Lucas Mariano

7.4 mil visualizações 112 comentários Comunicar erro

Apesar de não ser marcador de origem, Guilherme analisa sua entrega dentro de campo

Apesar de não ser marcador de origem, Guilherme analisa sua entrega dentro de campo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Acostumado a ser um armador mais ofensivo, Guilherme está tendo que se acostumar com uma nova função no Corinthians, na qual tem que ajudar o time na marcação e ficar mais longe do gol do que sempre foi acostumado. Ao ser questionado se ainda falta apresentar a raça que o torcedor corinthiano cobra de seus jogadores, o meia garantiu que já faz isso dentro de campo.

“Então não estão vendo o jogo que eu estou jogando. Eu estou me incluindo nessa parte. Uma coisa que não podem falar é que não estou fazendo isso. Estou fazendo, sim, estou correndo, me dedicando. Mas não sou marcador nato. Não dou carrinho para fazer graça, não faço teatro, meu negócio é jogar bola. Mas dou carrinho para roubar a bola, ajudar na marcação. Mas claro que minha principal preocupação vai ser dar qualidade para o jogo”, disse o atleta em entrevista no CT Joaquim Grava após o treino desta terça-feira.

Guilherme disputou sua 13ª partida pelo Corinthians neste domingo, sendo a terceira consecutiva. Feliz com o momento que vem vivendo no Timão, o meia destacou a vitória sobre o Novorizontino e a sequência que está tendo dentro de campo.

“Acho que a cada jogo vou melhorando o rendimento, entendendo principalmente o que eu tenho que fazer. Acho que foi um bom jogo, não só meu, mas de todos, principalmente por estar jogando com frequência e os 90 minutos, como foi”, concluiu.

Veja Mais:

  • Corinthians conquistou o Paulistão-2018 em pleno Allianz Parque

    Corinthians conhece seu grupo no Campeonato Paulista de 2019; mata-mata terá VAR

    ver detalhes
  • Diretoria do Corinthians tem 'pepino' de mais de R$ 21 milhões em 2018

    Déficit do Corinthians aumenta em 2018 e ultrapassa R$ 21 milhões; dívida total é de R$ 504 mi

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez promete reforços 'de cancha' ao Corinthians do técnico Jair Ventura

    Andrés Sanchez promete tentar contratação de 'jogadores de cancha'

    ver detalhes
  • Caio Mello, fisioterapeuta, antes de um dos jogos do Corinthians

    Reunião com Andrés define situação de membros da comissão técnica que discutiram publicamente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes