Com ataque em má fase, demais setores crescem na artilharia do Corinthians

Com ataque em má fase, demais setores crescem na artilharia do Corinthians

Por Meu Timão

1.9 mil visualizações 73 comentários Comunicar erro

Fagner, autor de dois gols no último domingo, recebe abraço de Luciano, que ainda está em branco em 2016

Fagner, autor de dois gols no último domingo, recebe abraço de Luciano, que ainda está em branco em 2016

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O ataque do Corinthians não vive boa fase e isso não é novidade para ninguém. E, como já bem diz o ditado, quem não tem cão caça com gato. É assim que o Timão vai se virando neste início de temporada.

O exemplo mais recente foi exposto na última partida, no domingo, na vitória por 3 a 0 sobre o Novorizontino. Os gols saíram de Fagner (2) e Alan Mineiro, jogadores da defesa e do meio de campo, respectivamente. Na partida anterior, o volante Elias foi quem resolveu para o Timão e garantiu o empate de 1 a 1 contra o Santa Fe.

Entre jogos oficiais e partidas da pré-temporada, o Corinthians já fez 36 gols no ano. Destes, apenas 13 foram anotados por atacantes. Romero é o destaque, com sete tentos, mas ainda assim não consegue se firmar no time titular. Lucca (4) e André (2) já convivem com jejuns e acumulam atuações irregulares. Luciano ainda não desencantou na atual temporada.

Deixando de lado dois gols-contra, o Corinthians fez outros 21 tentos sem atacantes. Destes, doze saíram dos pés de meio-campistas, com destaque para as três vezes em que Rodriguinho já balançou as redes. Na defesa, Fagner, Felipe e Balbuena chamam atenção com dois gols cada, e o setor já soma nove tentos.

Veja Mais:

  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes
  • Mais maduro, Pedrinho quer aumentar coleção de títulos pelo Corinthians em 2019

    Questionado sobre Carille, Pedrinho sugere permanência no Corinthians para 2019

    ver detalhes
  • Jorge Henrique foi Campeão da Libertadores e do Mundial na temporada de 2012

    Jorge Henrique analisa comparação de estilo de jogo com Romero e fala em 2019 melhor no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes