Corinthians e Palmeiras transformam Pacaembu em palco único do clássico

Corinthians e Palmeiras transformam Pacaembu em palco único do clássico

Por Meu Timão

O Pacaembu receberá todos os clássicos entre Corinthians e Palmeiras deste ano, a começar pelo jogo deste domingo, às 17h, pela quinta rodada do Paulista. Se até poucos anos atrás as equipes se enfrentavam no Morumbi, agora o estádio municipal de São Paulo ganhou tal condição.

O acordo foi fechado há poucos dias. As duas diretorias acionaram as autoridades de São Paulo e conseguiram a liberação. Convenceram Polícia Militar e Ministério Público que é possível acontecer um clássico em paz no Pacaembu.

A iniciativa isola ainda mais o São Paulo na relação entre os três maiores clubes da capital. Depois de o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, decretar no seu discurso de posse que não mandará mais jogos no Morumbi, o Palmeiras abre mão de jogar no Palestra Itália para voltar ao Pacaembu.

“A logística do Palestra Itália não permite que a torcida visitante tenha a mesma carga que terá no Pacaembu. Todos precisam entender que o Pacaembu pode ser neutro, assim como todos consideravam o Morumbi antigamente”, argumentou Sanchez, durante evento que oficializou a ajuda de Corinthians e Palmeiras às vítimas das chuvas que castigaram a cidade de São Luiz do Paraitinga.

Presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo adotou tom político para afirmar que possui boa relação com o São Paulo e que o G-4 (união dos quatro grandes do futebol paulista) segue forte. Na prática, porém, o grupo trabalha apenas em ações econômicas. Politicamente, o São Paulo é mais distante. E a adoção do Pacaembu pelo Palmeiras é uma prova disso.

No clássico deste domingo, pelo Paulistão, a torcida alviverde ficará no tobogã, recebendo cerca de sete mil ingressos. A divisão será mantida no Brasileiro, com a equipe visitante acomodando seus torcedores no tobogã e a mandante ocupando os demais setores. O mesmo acontecerá se Corinthians e Palmeiras se enfrentarem nas semifinais ou finais do Paulista.

“Sempre que houver jogos de ida e volta usaremos o Pacaembu e dividiremos a renda. No final do ano veremos como tudo aconteceu e decidiremos o futuro. Espero que a torcida entenda e colabore, pois do contrário precisaremos mandar os jogos no interior. Seria pior para todo mundo”, disse Andres Sanchez.

O apelo à torcida foi reforçado por Belluzzo. “É uma iniciativa ousada e interessante. Temos que apelar para que os torcedores participem com a maior intensidade possível, mas em paz. Estamos tentando, passo a passo, melhorar a relação entre a torcida anfitriã e a visitante”, completou o dirigente palmeirense.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Cássio (à dir.) foi apresentado como reforço do Corinthians ao lado de Felipe, hoje no Porto

    'Nunca me imaginei jogando no Corinthians': Cássio conta bastidores da chegada ao Timão

    ver detalhes
  • Torcedores seguem se associando ao Corinthians

    Em nova atualização do Fiel Torcedor, número de sócios do Corinthians segue crescendo

    ver detalhes
  • Arena Corinthians pode ser palco de torneio de pré-temporada em 2018

    Copa-2018 e troca de gramado deixam Corinthians cauteloso sobre torneio de pré-temporada na Arena

    ver detalhes
  • Gil e Felipe estão entre as vendas mais caras da equipe de 2016

    Jovem que atuou 17 minutos pelo Flamengo rende mais que todas as vendas do Corinthians em 2016

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes