Corinthians joga tranquilo, vence o Sport e conquista título inédito no Sub-17

Corinthians joga tranquilo, vence o Sport e conquista título inédito no Sub-17

Por Meu Timão

Corinthians marcou dois gols na noite desta terça-feira no Pacaembu

Corinthians marcou dois gols na noite desta terça-feira no Pacaembu

Foto: Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

A garotada do Corinthians garantiu mais um título para a base alvinegra na noite desta terça-feira. O Timão venceu o Sport, por 2 a 0, e levantou a taça da Copa do Brasil Sub-17. A decisão foi disputada no estádio do Pacaembu e contou com pouco mais de sete mil torcedores.

A equipe nunca tinha sequer chegado a final da competição. A campanha do Timão na Copa do Brasil deste ano foi muito boa: foram dez jogos, sendo sete vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

A primeira partida, disputada em Recife, terminou empatada em 2 a 2. Uma vitória simples já era o suficiente para a conquista do título. Os gols foram marcados pelo zagueiro Antônio Guilherme e pelo atacante Vitinho.

O técnico Márcio Zanardi tinha dúvidas em relação a participação do atacante Caio, que sentiu dores na virilha durante a semana. O jogador fez tratamento e foi confirmado na equipe, que iniciou o jogo com a seguinte formação: Diego; Carlos, Franklin, Antônio Guilherme e Lucas; Felipe, Roni, Caio, Fabricio, Bilu; Zé Gabriel.

Pressão corinthiana

O Corinthians começou o jogo mostrando que ia dar trabalho para o Sport. Logo no primeiro minuto de jogo, Caio desceu pela esquerda, levou a bola até a entrada da área e mandou uma bomba por cima do gol de Everton.

Antes dos dez minutos, as equipes desperdiçaram diversas oportunidades de abrir o placar. Aos sete minutos, Antonio Guilherme protegeu a bola e esperou a saída do goleiro Diego, os dois se confundiram na jogada e Patrick quase aproveitou para abrir o placar. O árbitro, porém, marcou falta para o time de Recife.

Um minuto depois, Bilu bateu cruzado e fez Everton se esticar todo para defender a bola. Aos nove, foi a vez de Diego trabalhar para salvar o Timão, após Juninho ficar cara a cara com ele, mas não conseguir driblar o goleiro alvinegro.

A resposta veio rápida: aos dez, Fabrício Oya domina, chuta de esquerda, mas a bola para na zaga. No rebote, Bilu tenta chutar, mas a bola fica com Everton.

Superior no primeiro tempo, o Timão teve outra chance aos 15 com Guilherme, que desviou de cabeça uma cobrança de escanteio. A bola passou por cima do travessão.

A partir dos 20 minutos, o ritmo da partida diminuiu um pouco. As duas equipes passaram a tocar mais bola. O Corinthians ficou mais tempo com a posse de bola.

Aos 28 uma nova chance para o Timão: Zé Gabriel desceu pela direita, invadiu a área e bateu cruzado. A bola passou muito perto da trave. Aos 36, o primeiro cartão amarelo da partida para Arthur, do Sport, por falta em Zé Gabriel.

No final da primeira etapa, o atacante Caio ainda teve duas boas chances, mas nenhuma delas levou grande perigo ao Sport.

Caneco garantido

O segundo tempo começou novamente com o Corinthians pressionando. Jogando em casa e com o apoio da Fiel, logo no segundo minuto, Zé Gabriel passou para Fabrício Oya, que chutou e parou na zaga do Sport.

A pressão não demorou para dar resultado desta vez: aos nove minutos, após cobrança de escanteio, a zaga do Sport se atrapalhou e o zagueiro Antonio Guilherme aproveitou para mandar a bola para o gol e abrir o placar. 1 a 0 para o Timão.

O resultado garantia o título para o Corinthians e a Fiel subiu o som. Pouco mais de sete mil torcedores foram até o Pacaembu apoiar o Timãozinho nesta terça-feira.

Com o placar favorável, o técnico Zanardi fez as primeiras alterações: saíram Caio e Zé Gabriel e entraram Vitinho e Veneranda. A mudança deu (muito!) certa.

No primeiro toque na bola, aos 19 minutos, o atacante Vitinho ampliou o placar para o Corinthians, colocando ainda mais as mãos na taça. Ele recebeu bom passe de Fabrício dentro da área e tocou com categoria para o fundo das redes. 2 a 0 para o Timão.

Minutos depois, aos 27, a partida foi parada pela arbitragem. O motivo? Sinalizadores novamente. Assim como aconteceu na final da Copinha, em janeiro, parte da torcida levou sinalizadores - que são proibidos - para o estádio. A partida ficou cerca de cinco minutos com a bola parada.

Após a parada, o jogo, que já estava definido, permaneceu tranquilo para o Corinthians. Aos 43, Vitinho ficou com a bola na entrada da área, ajeitou e bateu rasteiro, mas a bola passou longe.

Com os minutos finais se aproximando, a Fiel já aumentou o clima no estádio e começou a cantar o tradicional "É campeão!". Gritos de olé também foram ouvidos em trocas de passes do Timão, dando ainda mais graça a festa da garotada.

Por ser permitido no regulamento, o técnico do Timão aproveitou para fazer as cinco substituições permitidas no jogo, fazendo com que outros jogadores pudessem participar deste momento importante. Do elenco atual, nenhum jogador teve experiência entre os profissionais até o momento. A partida terminou com o placar de 2 a 0 e a festa corinthiana.

Veja Mais:

  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes
  • Leandro Damião pode trocar Flamengo pelo Corinthians em 2017

    Corinthians inicia conversas por centroavante do Flamengo, diz portal

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes