Ex-Corinthians, húngara pulveriza recorde mundial dos 400m medley

Ex-Corinthians, húngara pulveriza recorde mundial dos 400m medley

Por Meu Timão

Katinka Hosszu (à dir.) vestiu o uniforme do Corinthians em 2014, durante disputa do Troféu Maria Lenk

Katinka Hosszu (à dir.) vestiu o uniforme do Corinthians em 2014, durante disputa do Troféu Maria Lenk

Foto: Marcelo Machado/Corinthians

A final dos 400m medley feminino da Olimpíada do Rio de Janeiro entrou para a história. O motivo? Pela primeira vez em 40 anos, o recorde mundial da prova caiu mais de dois segundos. O feito foi protagonizado pela húngara Katinka Hosszu, nadadora que já defendeu o Corinthians, na noite deste sábado, no Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos.

A “Dama de Ferro” venceu a disputa com o tempo de 4m26s36, superando a marca da chinesa Ye Shiwen, antes detentora do recorde, conquistada em Londres-2012 (4m28s43). Hosszu ficou com a medalha de ouro dos 400m medley, a primeira dela numa edição de Jogos Olímpicos.

“É absolutamente louco imaginar que fui capaz de nadar dois segundos mais rápido que qualquer uma já tenha nadado”, celebrou a ex-Timão.

A atleta da Hungria, dona de três títulos mundiais nos 400m medley, ficou com o quarto lugar na última Olimpíada. Dois anos depois, representou a natação do Corinthians no Troféu Maria Lenk. No Rio de Janeiro, Hosszu dividiu o pódio com a espanhola Mireia Belmonte, que ficou com o bronze (4m32s39), e com Maya Dirado, dos Estados Unidos, a qual garantiu a prata (4m31s15).

Veja Mais:

  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes