Depois de pressão santista, arbitragem polêmica é escolhida para o clássico

Depois de pressão santista, arbitragem polêmica é escolhida para o clássico

Por Meu Timão

Raphael Claus comanda o clássico entre Santos e Corinthians neste domingo

Raphael Claus comanda o clássico entre Santos e Corinthians neste domingo

Foto: Divulgação

Mediante à intensa pressão por parte do Santos exercida na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) após a última rodada, quando foi derrotado por 2 a 1 pelo Internacional, a entidade optou pela escolha de um árbitro polêmico para o clássico deste domingo, às 16h. A partir da definição, Raphael Claus será o responsável pela condução do clássico na Vila Belmiro.

A indignação santista provém da expulsão do meia Lucas Lima em Porto Alegre. Além disso, o rival ainda foi prejudicado com cartões amarelos, que resultaram na suspensão do atacante Ricardo Oliveira e Victor Ferraz para o clássico, outros titulares absolutos na equipe do técnico Dorival Júnior.

Fato é que, a escolha por Raphael Claus levanta grande polêmica devido ao seu histórico recente em partidas do Corinthians. Levando em conta o trabalho do árbitro nas últimas três temporadas, é possível listar, ao menos, quatro erros que prejudicaram diretamente o Timão.

Confira os equívocos do árbitro

Trombada com Petros - Abrindo a sequência de acontecimentos que geraram enorme reclamação entre os corinthianos, aparece o choque causado pelo volante Petros contra o árbitro, no dia 10 de agosto de 2014, no clássico contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Julgado pelo STJD, Petros pegou uma pena de 180 dias longe dos gramados, proveniente da agressão. Apesar do acontecimento, Claus não advertiu o jogador na partida, que terminou com o triunfo do Timão por 1 a 0.

Expulsão de Cássio – No dia 8 de fevereiro de 2015, Claus voltou a se destacar negativamente em partidas do Timão. Responsável pelo clássico diante do Palmeiras, válido pelo estadual, o árbitro advertiu o goleiro Cássio por retardar a partida, aplicando dois cartões amarelos em sequência, que resultaram na expulsão do camisa 12 - fato que causou a insatisfação no Corinthians novamente. Na ocasião, o Timão saiu vitorioso pelo placar de 1 a 0.

Falta em Vágner Love – Mais uma vez escolhido pela CBF para apitar o Dérbi contra o Palmeiras, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, em setembro de 2015, Claus ignorou um empurrão no atacante Vágner Love dentro da área corinthiana e, na sequência do lance, Dudu marcou um dos gols palmeirenses, no empate por 3 a 3 entre os clubes, no Allianz Parque.

Gol anulado de Felipe e falta inexistente – Em sua última participação em uma partida entre Corinthians e Palmeiras, no dia 12 de junho deste ano, Claus fez valer a má fama e tirou pontos do Timão, a partir do revés pelo placar de 1 a 0. Depois do gol marcado por Felipe, nos acréscimos da partida, o árbitro sinalizou uma falta inexistente no defensor adversário, tendo em vista que o jogador se chocou com o goleiro de sua própria equipe, Fernando Prass. Veja o vídeo:

Veja Mais:

  • Líder desde a quinta rodada, Timão tem oito pontos a mais que o vice Grêmio

    Rival direto tropeça e 'gordura' do líder Corinthians volta a crescer

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel está autorizada a frequentar estádios

    Reunião determina retorno das organizadas do Corinthians aos estádios

    ver detalhes
  • Danilo deve retornar aos gramados após longa recuperação

    Corinthians faz nova substituição em lista de inscritos da Copa Sul-Americana

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel (colete) é opção para jogo de quarta-feira; Pedrinho deve iniciar no banco

    De 'chave virada', Corinthians inicia preparação para duelo decisivo com Patriotas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes