Pedro Henrique relembra falha no Mineirão e fala sobre emoção de retornar após lesão

Pedro Henrique relembra falha no Mineirão e fala sobre emoção de retornar após lesão

Por Meu Timão

Zagueiro espera realizar boa apresentação nesta quarta-feira, no Mineirão

Zagueiro espera realizar boa apresentação nesta quarta-feira, no Mineirão

Foto: Agência Corinthians

O duelo decisivo desta quarta-feira contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, além de ser de extrema importância para as pretensões do Corinthians na competição, também possui um significado especial para o jovem Pedro Henrique. Titular ao lado de Balbuena, o zagueiro irá atuar pela segunda vez no estádio do Mineirão, local onde ficou marcado após uma falha de passe que rendeu um gol adversário, em junho deste ano.

Em partida válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Atlético-MG, em Belo Horizonte, o camisa 34 tentou um recuo de bola para Cássio, porém tocou fraco na bola e permitiu a chegada de Cazares, do clube mineiro. Cara a cara com o arqueiro do Timão, o equatoriano executou a finta e marcou o segundo gol adversário na ocasião.

"É um jogo grande, jogo bom, retornando ao Mineirão, onde infelizmente teve aquela recuada em que errei. Mas ali eu cresci no futebol. Recebi muito apoio, tanto da torcida, quanto da diretoria e dos companheiros. Desde então venho fazendo boas partidas. Esses dois últimos jogos, principalmente, crescemos muito para ter tranquilidade nesse duelo decisivo. Vamos sair com a classificação de lá", relembrou Pedro Henrique, em entrevista ao globoesporte.com.

Após o apito final, Pedro Henrique não segurou as lágrimas, ainda no gramado do estádio, fato que chamou atenção tanto dos companheiros do elenco corinthiano, quanto de jogadores da equipe adversária. Mediante ao episódio considerado um marco para o amadurecimento em sua carreira, o defensor agora enxerga o ocorrido de maneira positiva e reitera a total importância do apoio prestado devido à falha.

"Aquilo serviu para eu crescer, amadurecer. Se não acontecesse aquele lance, não que seja bom, mas eu não seria o Pedro Henrique que sou hoje. Depois desse lance, nos outros jogos pude fazer grandes apresentações, ganhei a confiança do grupo, da torcida, da diretoria, para trabalhar tranquilamente", comentou.

Ao engatar uma sequência de bons jogos ainda no início de trabalho do ex-técnico Cristóvão Borges, além de conquistar o prestígio da Fiel a partir de seu rendimento, Pedro Henrique apresentou uma lesão muscular. Impossibilitado de ir a campo, a vaga do jovem foi preenchida por Vilson e Yago ao longo das partidas.

Sendo assim, em seu retorno, Pedro Henrique marcou presença entre os relacionados, mas não iniciou como titular. Entretanto, depois de Yago se lesionar - até então titular ao lado de Balbuena -, o camisa 34 do Timão agarrou a nova oportunidade e recordou o nervosismo de atuar em Itaquera após o intervalo mediante à recuperação.

"Até falei com minha esposa depois desse jogo contra o América (no último domingo) que parecia minha primeira partida como profissional. Depois da volta da lesão, eu estava me sentindo um pouco nervoso. Parecia meu primeiro jogo dentro de casa. Como sou criado na base, sei da cobrança que temos dentro do clube e com a torcida. Imagine um cara da base ter um erro fatal como aquele? Poderíamos ter vencido ou empatado. Foi ali que acabei chorando, não porque quis, mas pelo sentimento de ser um torcedor do clube.. Eu sinto a emoção quando entro em campo, mesmo, e dou meu melhor", finalizou.

Corinthians e Cruzeiro vão a campo às 21h45, no estádio do Mineirão, em partida válida pelo segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil. Vale lembrar que, no primeiro encontro entre os clubes, em Itaquera, o Timão venceu por 2 a 1 - o que lhe dá a vantagem no placar agregado

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes