Corinthiano, Sabotage é eternizado em álbum póstumo 13 anos após assassinato

Corinthiano, Sabotage é eternizado em álbum póstumo 13 anos após assassinato

Álbum batizado 'Sabotage' está disponível no Spotify desde 17 de outubro

Álbum batizado 'Sabotage' está disponível no Spotify desde 17 de outubro

Foto: Divulgação

Cantor, compositor, ator, corinthiano. Sobram adjetivos para qualificar Mauro Mateus dos Santos, o Sabotage (1973 – 2003), uma das maiores personalidades do movimento rap brasileiro. Em outubro, os fãs do rapper receberam uma homenagem para lá de especial: o lançamento de seu aguardado álbum póstumo, já disponível no Spotify, maior serviço de streaming de música do mundo.

O disco, intitulado Sabotage, é composto por onze canções, incluindo Quem viver verá, escrita pelo compositor um dia antes de seu assassinato, em 24 de janeiro de 2003, logo após deixar a mulher no trabalho, em São Paulo. “Quem viver verá, rap é o som / Pode chegar, favela é um bom lugar”, previu.

Sabotage escreveu a maioria das músicas de seu segundo álbum solo na semana em que foi morto – em 2001, lançou Rap é Compromisso. O disco foi produzido pelo Selo Instituto, liderado por Daniel Ganjaman, Rica Amabis e Tejo Damasceno. As gravações, inacabadas, receberam toques de verdadeiros arquitetos da música brasileira: Negra Li, Dexter, BNegão, entre outros.

O rapper, que cresceu na zona sul de São Paulo, era corinthiano de coração. No auge da carreira, foi ao estádio do Pacaembu e assistiu à vitória do Timão por 1 a 0 sobre a Ponte Preta. Confira, abaixo, o registro de Sabotage no meio da Fiel.

Veja Mais:

  • Clayson foi escolhido por Carille para, mais uma vez, substituir Jadson

    Corinthians encerra preparação, e Carille mantém escalação sem Jadson para jogo deste sábado

    ver detalhes
  • Fagner já tem 208 jogos, sete gols e dois títulos pelo Corinthians

    Fagner fala sobre fazer história no Corinthians, revela papo com Léo Príncipe e manda recado à Fiel

    ver detalhes
  • Adauto disse contar com Walter, mas goleiro não será obrigado a permanecer

    Diretor do Corinthians explica situação de Walter, prevê volta de Douglas e alfineta rival

    ver detalhes
  • Paulinho botando Ashley Cole para correr na vitória sobre o Chelsea, em 2012

    'Alto nível': passagem de Paulinho pelo Corinthians é citada por dirigente do Barcelona

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes