Marlone admite frustração com vice no Puskás e deixa recado à Fiel

Marlone admite frustração com vice no Puskás e deixa recado à Fiel

Por Meu Timão

17 mil visualizações 117 comentários Comunicar erro

Marlone agradeceu votos da torcida do Corinthians

Marlone agradeceu votos da torcida do Corinthians

Reprodução/SporTV

Marlone não escondeu sua frustração ao ver Mohd Faiz Subri, da Malásia, levar o Prêmio Puskás 2016. Após a cerimônia do Fifa The Best na tarde desta segunda-feira, em Zurique, na Suíça, o jogador do Corinthians falou a respeito da premiação, agradeceu o carinho da torcida alvinegra e comentou a sensação de jogar uma pelada ao lado de ídolos do futebol mundial, como o ex-zagueiro espanhol Carles Puyol, o italiano Gabriel Batistuta e o argentino Diego Maradona.

“Um sonho realizado. Não posso ser hipócrita, queria ganhar, mas só de estar aqui, estar em um grande evento de esse, só de estar entre os três (finalistas)... No começo já estava feliz, ainda mais no top 3. Acho que realizei um sonho de estar no maior evento da Fifa, com grandes atletas mundiais. Pude desfrutar no momento certo. Tudo tem um momento certo. Só tenho a agradecer ao povo brasileiro, ser grato à torcida do Corinthians que votou, à minha cidade Augustinópolis, à minha esposa, minha filha Antonella. Só agradecer”, afirmou Marlone ao SporTV.

Dono de belo gol de falta, Mohd Faiz Subri levou o prêmio de gol mais bonito da última temporada com 59,4% dos votos – Marlone ficou em segundo lugar (22,86%), enquanto Daniuska Rodríguez, da Venezuela, com a terceira colocação (10,01%). O troféu foi entregue por Ronaldo Fenômeno, ex-atacante da Seleção Brasileira e do Timão.

Questionado sobre a importância da cerimônia, Marlone citou o calor do público presente em Zurique. “A gente sabe que tem muitos atletas consagrados mundialmente, onde for é reconhecido. Acho até normal essa gritaria, ver um Zidane, um Cristiano Ronaldo, um Griezmann. É normal essa loucura, essa paixão. As pessoas acompanham esses atletas diariamente, essa paixão, é gostoso. Isso é o futebol, acho que é bom pra gente, pra gente que está dentro de campo. É super normal para um evento como esse”, acrescentou.

Mais cedo, Marlone participou de outro evento da Fifa, uma pelada com grandes estrelas do futebol. Além de representar o Corinthians no amistoso, o meia ainda deixou o dele e foi campeão ao lado de ninguém menos que Puyol, que – segundo o camisa 8 do Timão – “deixou o sangue” em campo.

“Peguei um voo pra vir da Alemanha pra cá com o Maradona. Tirei uma foto com ele, falei: ‘Ah, vou tira foto com esse cara pra não achar que sou marrento, vou jogar com ele’ (risos). Foi super legal, o Puyol deu a vida até na pelada, não gosta de perder de jeito nenhum (risos). Acabamos sendo campeões na pelada. Foi super legal, uma experiência nova, de estar com atletas consagrados, Maradona, Batistuta, Puyol. Registrei alguns momentos e ficará guardado na minha memória. Só tenho que agradecer a Deus por me proporcionar todos esses momentos”, finalizou.

Veja mais em: Marlone.

Veja Mais:

  • O elenco principal do Corinthians irá folgar durante toda a semana

    Folga do elenco principal, decisão no Sub-17 e mais categorias: a agenda do Corinthians na semana

    ver detalhes
  • Corinthians ficou no 1 a 1 com o Santos neste domingo

    Corinthians tem expulsão errada e pênalti mal marcado, mas consegue manter empate com o Santos

    ver detalhes
  • Futsal do Corinthians entra em quadra na noite desta segunda-feira

    Corinthians recebe gaúchos no Parque São Jorge em jogo adiado da Liga Nacional de Futsal

    ver detalhes
  • Fagner e Clayson, além de Ramiro, são os jogadores do Corinthians mais advertidos com amarelo no primeiro semestre

    Primeiro semestre do Corinthians: uma única expulsão e quarteto com mais cartões amarelos

    ver detalhes

Comente a notícia: