Pablo minimiza preocupação com pendurados na final do Paulistão e afirma: 'Pode atrapalhar'

Pablo minimiza preocupação com pendurados na final do Paulistão e afirma: 'Pode atrapalhar'

1.6 mil visualizações 31 comentários Comunicar erro

Pablo exaltou a importância do foco da equipe na final diante da Ponte Preta

Pablo exaltou a importância do foco da equipe na final diante da Ponte Preta

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Corinthians entra em campo contra a Ponte Preta, neste domingo, na primeira partida da final do Campeonato Paulista, com uma preocupação: o número de jogadores pendurados no estadual. Ao todo, nove jogadores da equipe contam com dois cartões amarelos – sendo oito deles considerados titulares. Porém, para o zagueiro Pablo, o time deve se manter focado na vitória diante da decisão, principalmente por ele ser realizado fora de casa, no estádio Moisés Lucarelli.

Eu acho que você não pode pensar nisso. Eu particularmente não pensaria, porque isso pode atrapalhar, ter que chegar de manhã pra não levar o cartão. Eu não pensaria nisso, mas cada um toma sua decisão”, comentou Pablo durante entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, nesta terça-feira. “O primeiro jogo, fora de casa, é sempre mais difícil. Mas o Corinthians vai entrar pra vencer o jogo também”, completou.

Entre os titulares pendurados no Paulistão, todos os oito são da linha principal da equipe, sendo eles: o lateral-direito Fagner, o volante Gabriel, o meia Rodriguinho e os atacantes Jadson, Jô e Romero. A lista fica completa com o jovem Léo Jabá, que vem sendo utilizado no lugar do atacante paraguaio.

Para Pablo, porém, os atletas advertidos devem entrar em campo sem preocupações extras na decisão, já que o resultado no jogo de ida contra a Ponte Preta pode levar uma vitória tranquila para a segunda final, na Arena em Itaquera. Admitindo a dificuldade de entrar na partida como a deste domingo com uma possível suspensão, o zagueiro reforçou a importância do foco.

O jogador tem que entrar em campo esquecendo isso. Porque entrar com pé atrás pensando no jogo seguinte pode prejudicar. É difícil entrar numa final sabendo que se levar amarelo não pode jogar o outro. Mas tem que saber administrar, o jogador que está pendurado precisa lidar com isso”, comentou.

Contudo, com uma possível expulsão de um dos atletas titulares, o técnico Fábio Carille terá que buscar alternativas no elenco do Timão. Uma delas é o jovem meia Pedrinho, que foi promovido para o elenco profissional do Corinthians neste ano e já entrou em campo em algumas ocasiões. Questionado sobre uma possível escalação do meio-campista, Pablo exaltou a qualidade do companheiro de equipe.

Pedrinho é um jogador que apareceu com uma qualidade diferenciada, pode ajudar muito. Apesar da pouca idade, tem muito a aprender no futebol. Ele trabalha com a gente, é um menino muito esforçado e dedicado, já teve oportunidades e apareceu bem. Se precisar dele não vamos ter problemas”, finalizou o zagueiro.

Corinthians e Ponte Preta entram em campo neste domingo, às 16h (de Brasília), pelos primeiros 90 minutos da final do Paulistão desta temporada. A partida será realizada no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O jogo de volta acontece no próximo dia 7 de maio, no mesmo horário, na Arena em Itaquera.

Veja mais em: Pablo e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes
  • Meio campista está bem perto de se tornar novo reforço do Corinthians

    Diretor do Fluminense confirma 'sim' de M. Gabriel e Corinthians se aproxima de acerto por Sornoza

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes