'Em casa', Gabriel conta rotina no Corinthians e até ritual pré-jogo

3.9 mil visualizações 33 comentários

Por Meu Timão

Gabriel diz se sentir em casa no CT Joaquim Grava e até revela ritual antes dos jogos

Gabriel diz se sentir em casa no CT Joaquim Grava e até revela ritual antes dos jogos

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Contratado no início da temporada e titular absoluto sob o comando de Fábio Carille, Gabriel já se sente em casa no Corinthians, isso menos de seis meses depois de deixar o rival Palmeiras. Sincero, o meio-campista voltou a falar sobre quando decidiu aceitar a proposta do Timão, clube desejado não só por ele como sua mãe, Rosemary.

“Não tive medo algum. Na hora que apareceu a oportunidade, pensei que era o que estava escrito para minha vida. Medo, receio nenhum, e sim confiança. Foi o clube que me abriu as portas, e tentei fazer tudo para corresponder”, afirmou Gabriel em fala reproduzida pelo site Globoesporte.com.

Apesar do passado alviverde, o camisa 5 corinthiano não demorou a se adaptar ao novo clube. Tanto é que costuma reunir o elenco de jogadores no CT Joaquim Grava com frequência para jogar conversa fora. “Fazemos churrascos para o grupo interagir, sempre quando tem uma folguinha, costumamos fazer uma confraternização entre a gente, com famílias também. É uma segunda casa, uma família, muitas vezes passamos mais tempo aqui do que com nossas famílias”, disse.

No último fim de semana, Gabriel atacou como guia no CT do Corinthians a um casal de torcedores. Ao longo da expedição por quadras, sala de imprensa, refeitório e capela, o jogador revelou possuir um ritual curioso antes das partidas. “Fazemos a oração antes de entrar em campo. Sempre costumo entrar em campo com o pé direito, pego uma graminha e faço o sinal da cruz. Acredito que dá proteção”, explicou.

Gabriel soma 28 jogos pelo Corinthians, sendo 16 vitórias, dez empates e apenas duas derrotas. Hoje recém-campeão paulista, o ex-Palmeiras precisou se livrar de um incômodo rótulo logo em sua chegada ao Parque São Jorge: atleta que comete faltas em excesso. Ele, porém, se defende. “Fiquei sete ou oito jogos sem tomar cartão, e o que me tirou da final do Paulista não foi nem falta. Depende muito do árbitro, mas vou procurar sempre fazer meu melhor. Fui o maior ladrão de bolas do Campeonato Paulista...”, finalizou.

Veja mais em: Gabriel e CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Donelli deve ter nova chance na meta alvinegra com ausência de Cássio

    Corinthians não relaciona titulares para duelo contra o Novorizontino; veja lista completa

    ver detalhes
  • Reservas foram a campo para último treino antes de duelo pelo Paulistão

    Corinthians faz último treino antes de encarar o Novorizontino no domingo; veja possível time

    ver detalhes
  • Em 2016, o Corinthians comprou 50% dos direitos econômicos de Marlone por R$ 4 milhões; pelo acordo, o Timão pagaria duas parcelas de R$ 500 mil e outras 20 parcelas mensais de R$ 150 mil

    Corinthians tenta efeito suspensivo para evitar cobrança de R$ 2,1 milhões na Justiça, que é negado

    ver detalhes
  • Último jogo do Corinthians no domingo à tarde na Neo Química Arena foi contra o Vasco, no Brasileiro

    Corinthians vai atuar pela primeira vez na temporada em um domingo à tarde; relembre horários

    ver detalhes
  • Pedrinho anota o primeiro gol do Corinthians no Brasileirão Sub-17

    Corinthians supera o Internacional e estreia com vitória no Brasileirão Sub-17

    ver detalhes
  • Corinthians conheceu detalhes de seu último compromisso na fase de grupos do Paulista

    Jogo entre Corinthians e Novorizontino é confirmado à tarde; jogos da rodada serão no mesmo horário

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x