Jô reconhece identidade 'pouco caseira' do Corinthians, mas traça melhora: 'Estamos no caminho'

Jô reconhece identidade 'pouco caseira' do Corinthians, mas traça melhora: 'Estamos no caminho'

Por Meu Timão

2.1 mil visualizações 25 comentários Comunicar erro

Com dois gols, atacante é destaque do Corinthians no começo do Brasileirão

Com dois gols, atacante é destaque do Corinthians no começo do Brasileirão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Apesar do título paulista e do rendimento bastante satisfatório, com uma característica de jogo definida, o Corinthians de Carille é bastante cobrado nas partidas dentro de casa. Reativo, o esquema do comandante ainda não sabe como agredir o adversário em seus domínios. O atacante Jô, um dos protagonistas da equipe na temporada, valoriza o que já foi construído e acredita ser questão de tempo para corresponder a expectativa na Arena.

"Nossa equipe criou uma certa identidade de ter uma marcação muito forte e ter um contra-ataque decisivo. A gente de acostumou a jogar assim. Num Brasileiro tão longo, tem de fazer pontos em casa e fora. Temos que melhorar o aproveitamento em casa, quando a gente tem de propor temos certa dificuldade, mas vamos trabalhar isso, estamos no caminho certo", afirmou o atacante.

A limitação do Corinthians em criar ficou bastante perceptível no empate contra a Chapecoense, na estreia do Brasileirão. É bem verdade que o cansaço e jogadores debilitados pesaram, mas a criação encontra dificuldades contra times mais fechados.

"Quando você jogar em casa, tem de propor o jogo. Poucos adversários tentam nos pressionar em casa. Foram poucos: La U, Palmeiras, por estar com um a mais, e São Paulo. Ainda não achamos uma estratégia. Fora de casa esperamos e saímos no contra-ataque. Mas estamos nos cobrando, queremos ser mais agressivos, vamos evoluir", disse o camisa 7.

Fora de casa, porém, o Timão tem se destacado. Melhor visitante do país, garantiu a primeira vitória no Campeonato Brasileiro com um triunfo por 1 a 0 contra o Vitória, na Fonte Nova. Para o artilheiro do Corinthians na temporada, a paciência é fator determinantes para esse alto rendimento longe de São Paulo.

"Temos de ter paciência para achar os espaços em casa. Fora, temos um contra-ataque muito rápido, procuramos definir em 10 segundos, 6 segundos. Em casa, o time adversário se recompõe rápido e a gente não tem paciência, acaba errando passes. Temos de evoluir. Estamos entrando no meio do ano, já é hora de aparecer, mas vamos trabalhando e isso vai melhorando", concluiu.

Em busca de mais uma vitória, o Corinthians entra em campo no próximo domingo, às 16h, para enfrentar o Atlético Goianiense, no Serra Dourada.

Veja mais em: e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Com grande atuação de Pastor & cia., Corinthians conquistou Liga Ouro e estará no NBB

    Corinthians sobra no último quarto, bate São José e é campeão da Liga Ouro; time vai ao NBB

    ver detalhes
  • Bruno Savignani é campeão da Liga Ouro à frente do Corinthians

    Savignani se emociona com volta do Corinthians à elite do basquete e exalta Fiel

    ver detalhes
  • Timão e Grêmio podem se enfrentar na Arena Corinthians, em Itaquera

    Amistoso em Cuiabá é cancelado, e Corinthians cogita receber Grêmio na Arena

    ver detalhes
  • Jonathas está na mira do Corinthians, que já vê concorrente pelo centroavante brasileiro

    Corinthians vê clube turco demonstrar interesse por Jonathas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes