Jô aponta horário alternativo do Brasileirão como principal dificuldade contra Coritiba

Jô aponta horário alternativo do Brasileirão como principal dificuldade contra Coritiba

Por Meu Timão

1.6 mil visualizações 19 comentários Comunicar erro

Jô comentou o horário da partida entre Corinthians e Coritiba, no último domingo

Jô comentou o horário da partida entre Corinthians e Coritiba, no último domingo

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O empate de 0 a 0 entre Corinthians e Coritiba do último domingo, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, foi alvo de críticas por Jô. O duelo foi disputado às 11h da manhã, no estádio Couto Pereira, e o horário alternativo da competição nacional não agradou o atacante do Timão, que apontou o fato como sua principal dificuldade contra o adversário.

“Não sou de ficar dando desculpas, mas não achei bom o horário do jogo. Não dormi direito, acordei muito cedo, não me alimentei do jeito que deveria. Você fica mais cansado, a concentração cai, a qualidade não aparece do jeito que vínhamos apresentando. Isso não pode ser desculpa. Os adversários vêm nos marcando mais forte. Eu acho que fui o que mais apanhei, zagueirada marca duro”, comentou Jô durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

Leia também:
Carille é 'baixa', e Corinthians se reapresenta no CT Joaquim Grava já de olho no Bahia
Corinthians vive expectativa de escalar seus 11 titulares pela segunda vez no Brasileirão

Depois de entrar em campo atrasado, por conta de uma demora na chegada ao estádio em Curitiba, o Corinthians sofreu pressão com a pressão do Coritiba no primeiro tempo. A equipe alvinegra conseguiu segurar o resultado e deu sustos em contra-ataque. O Timão chegou a encontrar um gol nos pés de Jô, nos minutos finais do segundo tempo, mas o lance foi mal anulado pela arbitragem, que sinalizou posição de impedimento.

Quanto ao desempenho do Corinthians no último final de semana, Jô ressaltou a qualidade do adversário sobre os principais trunfos da equipe – que aparentou desgaste nos minutos finais da partida. “O Coritiba marcou alguns pontos fortes, não tivemos alternativas, o cansaço foi pegando, então o jogo foi bem abaixo. Pelo menos conseguimos um pontinho”, completou o centroavante.

Foi a primeira vez que o Timão disputou uma partida na “matinê” do Brasileirão deste ano. O horário alternativo foi estabelecido na última temporada e, mesmo com reclamações, foi mantido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em 2017, que alegou uma boa resposta sobre a decisão. Jô comparou a disputa de um jogo pela manhã a de um treino no mesmo período, ressaltando as diferenças entre ambos.

“No treino, você tem pausas, tem treino mais leve, mais pesado, mas você pode errar, no meio do treino você tem sua concentração diferente. Jogo é 90 minutos, valendo três pontos, é bem diferente. Eu não consegui dormir direito, acordei 7h30, costumo dormir 0h, 0h30. Alimentação é diferente. Antes do treino você pode comer melhor, café, pão na chapa. Comer macarrão muito cedo é difícil”, comentou. "Só acho que tem de dar uma analisada nisso. Prejudica o espetáculo, fica um jogo meio morno", finalizou.

Na liderança do Brasileirão com 20 pontos, o Corinthians volta a entrar em campo já nesta quinta-feira, quando recebe o Bahia na Arena Corinthians. A partida será realizada a partida das 19h30 (de Brasília), válida pela nona rodada da competição nacional.

Veja mais em: e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Ramiro possui contrato com Grêmio até 2021; Timão contatou pai do atleta

    Corinthians consulta pai de Ramiro, do Grêmio, e mostra interesse no meia

    ver detalhes
  • Reunião do Conselho do Corinthians aconteceu no Parque São Jorge

    Conselho do Corinthians se reúne e aprova previsão orçamentária de 2019; Rosenberg causa irritação

    ver detalhes
  • Corinthians e São Paulo se enfrentaram pelas quartas de final da Copa RS

    Corinthians é derrotado pelo São Paulo nos pênaltis e dá adeus à Copa RS de 2018

    ver detalhes
  • CT da Base já está sendo utilizado pelas equipes sub-15, sub-17 e sub-20; gramados estão prontos

    Corinthians define duas etapas de finalização das obras do CT da base; orçamento é de R$ 25 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes