Arena Corinthians explica resultado de pesquisa e estratégias para melhor atender a Fiel

Arena Corinthians explica resultado de pesquisa e estratégias para melhor atender a Fiel

Por Meu Timão

Clube esclareceu critérios utilizados em pesquisa que apontou elitização do público da Arena

Clube esclareceu critérios utilizados em pesquisa que apontou elitização do público da Arena

Foto: Divulgação / Arena Corinthians

Desde que foi inaugurada, a Arena Corinthians é sinônimo de bons públicos. Apesar dos excelentes números, nem tudo é positivo na casa alvinegra. Na última terça-feira, o clube divulgou uma pesquisa para mostrar qual o perfil do torcedor que vai ao estádio em Itaquera. Nos dados obtidos, chamou atenção a elitização dos frequentadores do local - 35% dos entrevistados ganham de R$ R$ 8.800 até mais de R$ 17.600.

Diante deste resultado, a assessoria da Arena se posicionou para esclarecer alguns pontos da pesquisa. O grupo aponta algumas justificativas para explicar o fenômeno. Segundo a assessoria, as perguntas sobre renda mensal foram realizadas para grupos, não de forma individual. Outro fator apontado como possível motivo para essa elitização foi o método da realização do estudo. As 12 mil entrevistas foram pela internet, sendo que, de todas essas, 71,9% são cadastrados no Fiel Torcedor.

A Armatore, Market + Science, empresa responsável pelo levantamento, também se posicionou e esclareceu que o critério levado em conta para definir as classes sociais foi o Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB). Nesse sentido, o resultado que deveria se levar em conta apresenta que 54,9% dos frequentadores da Arena estão inseridos nas classes C, D e E, 23,8% na B e 12% na A. Essa mudança se deve as outras variantes inclusas nessa avaliação: nível de conforto, escolaridade e serviços públicos. As informações são do UOL Esporte.

Leia também:
Superintendente de operações revela conversas por shows e eventos na Arena Corinthians
Superintendente da Arena Corinthians explica vantagens da Omni na venda de ingressos

Apesar do resultado controverso, os responsáveis pela Arena valorizaram a necessidade das pesquisas, realizadas semestralmente pelo clube. Mais do que expor dados, os estudos servem para definir atitudes pontuais para aumentar a renda, a lotação e melhorar a experiência do torcedor. As ações possibilitadas por esses resultados vão dos preços de ingresso até ações como o Esquenta da Fiel.

"A precificação dos ingressos e definição de pacotes para os jogos da temporada têm base nos dados colhidos nos últimos anos. Um exemplo disso é a taxa de ocupação do setor Oeste Superior nesta temporada, próxima de 100% depois que readequamos os preços a partir do que ouvimos dos torcedores", valorizou Cesar Sbrighi, gerente de marketing da arena, em entrevista ao portal.

"Percebemos que os torcedores queriam alguma ação pré-jogo. Implementamos o evento e fomos aprimorando. Em pesquisas realizadas sobre o Esquenta, verificamos que mais de 80% dos torcedores gostavam de samba, então procuramos oferecer atrações neste estilo. O copo e o balde de pipoca personalizados são produtos que surgiram e foram aprimorados com a pesquisa também, assim como a oferta de alimentação", completou.

Veja mais em: Arena Corinthians e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Pablo não tem permanência assegurada no Timão para a próxima temporada

    Fim da paciência: Corinthians dá ultimato e cobra resposta de empresário de Pablo

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    ver detalhes
  • Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

    Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes