Zagueiro do Corinthians releva jejum de gols: 'Eu me cobro para defender e acertar os passes'

Zagueiro do Corinthians releva jejum de gols: 'Eu me cobro para defender e acertar os passes'

1.7 mil visualizações 34 comentários Comunicar erro

Balbuena comemora gol contra o Bahia com sua tradicional continência. Não faz igual desde julho...

Balbuena comemora gol contra o Bahia com sua tradicional continência. Não faz igual desde julho...

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Cinco gols em dois meses. Assim foi o desempenho de Balbuena pelo Corinthians em junho e julho. O zagueiro marcou diante de Cruzeiro, Bahia, Patriotas (na Colômbia), Fluminense e, novamente, Patriotas (na Arena). De lá para cá, porém, a fonte secou. Nos meses de agosto, setembro e outubro, nada de bola na rede do camisa 4.

Algo que não causa nenhuma preocupação. Na manhã desta sexta-feira, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, Balbuena falou sobre o jejum. Questionado sobre o tema pela reportagem do Meu Timão, o defensor lembrou de outras prioridades durante os jogos.

"Eu me cobro mais para me defender, aí quando tem chance vou para a área do rival. É difícil fazer gols, pessoal sabe como marcar nossas bolas paradas. É algo que não me incomoda, eu me cobro mais em defender e em dar um passe certo", afirmou o camisa 4. "Estamos tendo menos efetividade do que no primeiro turno, isso é real. Estamos tentando melhorar.", completou.

Leia também:
Balbuena vê cinco concorrentes diretos e não destaca maior rival: 'Foco é nossa tabela'
Cássio é convocado por Tite e desfalca Corinthians em até três jogos no Brasileirão

Balbuena também falou do fato de a equipe não ter sofrido gol na partida contra o Grêmio, na última quarta-feira, na Arena Corinthians. Algo que não ocorria desde o duelo com Racing, na Argentina. Após aquele empate sem gols que eliminou o Timão da Copa Sul-Americana, a equipe de Carille foi vazada diante de São Paulo, Cruzeiro, Coritiba e Bahia.

"Sempre entramos em campo para não tomar gols, mas os rivais têm seus méritos. Quando não se toma gol, ficamos mais perto da vitória. Temos de manter isso aí. Não pode ser apenas no último jogo (sem levar gols), precisamos fazer em mais jogos", finalizou.

O paraguaio tem 94 jogos com a camisa do Corinthians, com sete gols marcados (dois em 2016 e cinco neste ano).

Veja mais em: Balbuena e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes