Em alta na temporada, Cássio volta a falar em deslizes de 2016 e explica volta por cima

Em alta na temporada, Cássio volta a falar em deslizes de 2016 e explica volta por cima

Por Meu Timão

970 visualizações 14 comentários Comunicar erro

2016 não foi um ano positivo para Cássio no Corinthians

2016 não foi um ano positivo para Cássio no Corinthians

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Se perguntado sobre quem seria o goleiro titular do Corinthians, no começo deste ano, o torcedor poderia titubear. Após fazer temporada bem abaixo em 2016, Cássio, aos poucos, perdia confiança da torcida, cada vez mais convencida de que Walter seria o titular. O camisa 12, porém, deu a volta por cima, voltou à Seleção e é um dos poucos que mantém o alto nível até no segundo turno fraco do Timão.

"Eu estava jogando por água abaixo tudo que construí, minha história no Corinthians. No ano passado eu tive alguns deslizes, que me fizeram perder a posição, que me fizeram oscilar como goleiro titular. Fui barrado merecidamente, porque eu me descuidei e o outro goleiro estava bem, o Walter. Foi um pouco de acomodação", relembrou, em participação no programa "No Ar, com André Henning", do canal Esporte Interativo.

"Quando perdi a posição fui muito criticado e confesso que fiquei chateado. Muita gente dizia que eu nunca mais ia jogar no Corinthians, que eu estava acabado. E isso serve de motivação também", completou.

Leia também:
Vampeta quer Corinthians campeão com apenas um ponto de vantagem: 'Pode ser até com gol de mão'
Protagonista da final fala em sabor especial e comemora conquista do Corinthians em ano de 'quases'

Para retomar a confiança da torcida e sua posição como titular, Cássio foi além da pré-temporada. Começou a se preparar por conta própria, além de mudar alguns comportamentos extra-campo. Tudo para reconstruir sua imagem dentro do clube e atuar em alto nível.

"Nas férias, eu conversei com a minha família e com minha noiva, pensando no que eu queria para a minha vida, o que eu esperava para o meu futuro. E comecei a ver que tinha que abrir mão de algumas coisas que não me agregavam: amizades, cuidar mais da minha alimentação, parar de tomar bebida alcoólica. Uma série de coisas que fez muita diferença", contou o goleiro.

"O que está acontecendo hoje, não começou na pré-temporada, começou antes. Nós nos apresentávamos no dia 11 ou 12 de janeiro, mas eu já comecei minha pré-temporada no dia 1º com meu irmão. Nós fazíamos corridas, caminhadas, passamos a cuidar da parte de alimentação", concluiu.

Veja mais em: Cássio e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes