Cássio fez uma promessa e Cadu voltou a andar: a emocionante história do aniversariante do dia

Cássio fez uma promessa e Cadu voltou a andar: a emocionante história do aniversariante do dia

35 mil visualizações 150 comentários Comunicar erro

Cássio viu Cadu e foi ao encontro do fã após o treino na Arena

Cássio viu Cadu e foi ao encontro do fã após o treino na Arena

Foto: Rodrigo Vessoni

'Se você se motivar e fizer a fisioterapia, eu deixo você fazer um gol em mim'. Foi com essa frase que o goleiro Cássio mudou a vida de Carlos Eduardo Campos, que foi à Arena Corinthians na manhã de sexta acompanhar o treino ao lado da mãe e das irmãs e voltará ao estádio neste sábado, ao lado do pai, como parte das comemorações pelos dez anos que serão completados neste dia de Dérbi.

Diagnosticado com Leucomalácia no nascimento, uma espécie de paralisia cerebral que afeta os movimentos do corpo - no seu caso do lado direito, com ênfase nos membros inferiores -, o pequeno corinthiano luta diariamente para caminhar como sempre sonhou. E o carinho do camisa 12 do Timão veio no momento de maior complicação do problema.

Em 2015, com sete anos, Cadu passou por uma cirurgia para alongar os tendões. Desmotivado após a intervenção dos médicos que, na sua cabeça, o faria andar sem maiores dificuldades, o pequeno corinthiano entrou em depressão. A falta de motivação até para viver, segundo desabafo para a mãe, fez com que se buscasse algo para motivar.

E o Corinthians, paixão desde sempre do garoto, foi o tema escolhido. Com ajuda de um jornalista Mauro Naves, da TV Globo, Andreia Campos levou o filho ao CT Joaquim Grava. No local teve a chance de encontrar seu maior ídolo, Cássio. O goleiro foi informado da situação e, para motivar o pequeno fã, fez a promessa descrita acima. O impacto foi imediato.

'O Mauro (Naves) foi um anjo na nossa vida, mandei uma mensagem no inbox do Facebook e ele me respondeu na mesma hora. O Cadu tinha colocado na cabeça dele que, após a cirurgia, ele voltaria a andar. Mas o processo dele não é bem assim. Após 45 dias de cama, ele tirou o gesso e acabou se revoltando porque disse que não conseguiria andar. O que deu motivação foi o Cássio. O moleque voltou e se transformou, a vida dele virou outra', contou a mãe, que completou:

'Depois disso, ele começou a querer ir para a rua, queria andar mais sozinho... até a escola tirou a pessoa que cuidava dele, viu que não precisava mais dessa ajuda. A ida ao CT foi um divisor de águas na vida do meu filho. A vida dele é o Corinthians. Ele nunca teve o sonho de jogar, ele gosta de futebol, do Corinthians e o Cássio é o maior ídolo. Ele chora nas derrotas do Corinthians, conhece todos jogadores, assiste mil vezes o mesmo jogo, temos o Pay-Per-View por causa dele', lembrou.

Cerca de um ano depois da promessa de Cássio, com mais movimentos na perna esquerda devido à fisioterapia intensificada, Cadu conseguiu realizar o sonho de bater um pênalti no goleiro multicampeão pelo Corinthians no CT. O encontro, na ocasião, não foi divulgado pelo clube.

Cadu na companhia de um dos funcionários de confiança da empresa da família

A melhora segue, dia após dia. Porém, Cadu passará por uma nova cirurgia em maio. As idas ao treino, sexta, e ao Dérbi, neste sábado, foram as formas de se antecipar à intervenção cirúrgica e lembrar que o Corinthians e o goleiro Cássio fazem parte de sua vida, além é claro de ressaltar que há necessidade de continuar com a mesma dedicação.

'Ele vai operar de novo e quisemos trazê-lo para motivá-lo outra vez, para ele encarar com força a cirurgia, que cuidará da parte óssea. O pé dele está virando para dentro, não pode. O médico vai operar do quadril para baixo. Ele vai ficar uns dois meses de recuperação na cama, o máximo que ele poderá ficar são uns 10 graus inclinados para se alimentar e deitar de novo. Com 7 anos, ele ficou 45 dias e aguentou', afirmou Andreia Campos, que relembrou o primeiro contato com as fisioterapeutas e médicas da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente).

'O diagnóstico médico é de que ele jamais andaria. Antes, ele dava dois passos e caía. Agora, depois da ajuda do Cássio, ele sai andando sozinho se deixar. A primeira vez que fui na AACD me perguntaram se ele falava, enxergava e andava. Eu perguntei o motivo de todas essas perguntas. A mulher me respondeu que esse é o diagnóstico normal de quem nasce com Leucomalácia. Eu respondi que só não andava. O Corinthians é o que o motiva', afirmou.

Cadu em visita à Aparecida do Norte

Cadu em visita à Aparecida

Reprodução/Facebook

A intenção de Andreia Campos é de dar qualidade de vida ao pequeno Cadu.

'Ficar numa cadeira de rodas era inaceitável para mim, eu sabia que ele tinha potencial para isso. Agora, com essa cirurgia, ele poderá ganhar mais firmeza. Um lado é firme, o outro não é. A cirurgia é para pegar mais equilíbrio', finalizou.

O Meu Timão deseja que Cadu tenha um ótimo sábado de aniversário na Arena Corinthians.

Veja mais em: Cássio, Torcida do Corinthians, Ídolos do Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Corinthians e Chapecoense voltam a se enfrentar, desta vez pela Copa do Brasil

    TV Globo transmite para dois estados jogo decisivo entre Corinthians e Chapecoense

    ver detalhes
  • Placas publicitárias da Arena Corinthians renderão ao menos R$ 12 milhões por ano

    Corinthians fecha acordo independente de R$ 12 milhões pelas placas publicitárias da Arena

    ver detalhes
  • João Celeri assinou contrato com o Corinthians

    Após desistir de Juninho, Corinthians contrata atacante do Botafogo para Sub-20

    ver detalhes
  • Romero marcou o único gol da partida de ida; Timão tem vantagem mínima por vaga nas semifinais

    Corinthians tenta afastar crise e se classificar às semifinais da Copa do Brasil; saiba tudo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes